segunda-feira, 24 de abril de 2017

CACHAÇA EMPREENDEDORA


Aqueles  aposentados saem todas as manhãs pra comprar pão, mas param num boteco pra tomar umas cagibrinas.

- Ô, lasqueira! Cachaça ruim essa hein baianim?. Desce que nem gato nervoso de perna aberta.
- Por 10 centavos queria o que? Muito barata...
- E deve ser feita de barata mesmo.
- Vc reclama demais. E aí Afonsim? Já comprou o pãozim?
- Vou só acabar de ver o esporte e vou lá levar pra muié. Ela tem de pegar serviço...
- Ô Betão. Que coisa hein? Nós aqui abandonados, sem nada pra fazer...ô baianim...serve mais uma aí...
- Eu discordo. A gente tem nossa utilidade. Eu saio, compro pãozim, compro as coisas pra fazer almoço, limpo a casa...
- Que destino hein? Dono de casa! Depois de trabalhar mais de 50 anos virou mulherzinha...
- Peraí. Assim vc tá me ofendendo. 
- Calma, sô. Só brincadeira. Eu é que tô entediado. Vontade de montar um negocim pra passar o tempo. Serve mais uma pro amigo aqui, Baianim.
- Por que você não abre um negócio pela internet?
- Abrir o negócio pela internet? Tá me estranhando? Abrir o negócio é pra vocês que são mais mudernos. Meu negócio é fechado e eu não abro pra ninguém.
- Eu tô falando sério. Hoje em dia o bicho tá pegando é na internet...mais uma baianinho.
- Tá bom então, seu sabichão. O que nós podemos fazer pra ganhar dinheiro pela internet.
- Sei lá...que tal um serviço de entregas de flores ? 
- Ah...não sei não...acho que o pessoal não tá muito romântico mais não. Não dá certo.
- Já sei...vamos criar uma funerária virtual. Tem muita gente morrendo. A gente resolve tudo pela internet. Se bobear até enterra, contrata figurantes pro velório e tudo. Desce mais uma, Baianim.
- Não dá. As funerárias já estão fazendo isso...
- Tive uma ideia boa. Vamos montar um Partido Político Virtual...o PPV. Vai ser um sucesso. Não vai ter comícios físicos, só virtuais. Não vamos gastar com papel, atitude sustentável. Nós mesmos de candidatos. Que tal?
- É um caso a pensar. Mas teremos de conseguir milhões de assinaturas.
- Mais uma, Baianim.Vai dar muito trabalho né?
- Isso vai. Melhor pensarmos em algo mais simples.
- Já sei. Que tal um serviço de acompanhantes da terceira idade?
- Como assim?
- Veja só - serve mais uma baianim -Tem muitas pessoas que são sozinhas, que não tem com quem conversar. Você  oferece seu serviço de amigo temporário.
- E se a pessoa quiser algo mais?
- Ai a gente cobra à parte.
- É isso que eles chamam de empreendedorismo né?
- Isso tá me cheirando a semvergonhice.
- Larga de ser pudento, home. Hoje é tudo prestação de serviços.
- Não sei não...mas deixa eu ir embora pois tá na hora de levar o pãozim senão a patroa me mata...
- Mas e os nossos planos?
- Amanhã nós continuamos...
- Desce a saideira então...baianim.
- Outra uma pra mim também...e me traz  um halls, uma bala icekiss e dois chicletes de caixinha...

Nenhum comentário:

Postar um comentário