domingo, 26 de março de 2017

VAI COM KARMA


Enquanto isso naquela seção espírita.

- Calma que o espírito está incorporando...
- Sr Laerte. É o senhor?
- Oi. Sou eu. Quem são vcs?
- Nós estamos numa seção espírita. Tem uma pessoa aqui que quer vê-lo.
- Quem é mesmo?
- Sou o Messias, Sr Laerte.
- Messias? Eu não conheço nenhum Messias.
- Eu sou da Pacheco Cobranças...preciso que o sr acerte aquela dívida com nosso cliente.
- Mas era só essa que faltava. Cobrança depois de morto é inédito
- A nossa empresa é inovadora, Sr Laerte.
- Vai me desculpar mas eu conheço de direito. Quando a gente morre preescreve tudo.
- Olha, Dr Laerte. Já vi que o sr não leu todo o contrato. Tem uma cláusula que diz que a nossa empresa pode executar a dívida inclusive no pós mortem.
- Era só essa que faltava. Faz o seguinte. Vai cobrar do capeta.
-Não dá. Ele é o dono da firma.
- Quer saber? Devo, não nego. Mas não tenho como pagar. Não existe uma moeda no além.
- Preciso informa-lo que a dívida tá passando até pra outra encarnação, ok? Tá no contrato.
- Eu não vou mais pagar nada. Lálálálá.
- Vai pagar sim.
- Ah... quer saber? O atendimento de vcs é péssimo. Esse negócio de baixar na seção espírita não tá com nada. Esse pessoal não serve nem uma água, nem um cafezinho. Da próxima vez, me chamem num terreno de macumba. Pelo menos tem uma cachacinha, uma farofinha. Esses espíritas são muito muquiranas.
- Sr Laerte. Não enrole. O sr não escapa da lei do karma.
- Vc está perdendo seu tempo. Eu não tenho nada a oferecer.
- Tem sim. Tem aquela conta secreta.
- Que conta secreta?
- Não finja de morto, sr Laerte. Nós botamos escuta telefônica, espionamos toda a sua vida. Nós temos convênio com a CIA. E com o MIB também. O SR não tem escapatória.
- Putaquipariu. Diziam que morrer era descanso eterno.
- Só nos passe a senha da sua conta secreta que a gente te deixa em paz por toda a eternidade.
- Espere um pouco. Se eu lhes der a senha, quero perdão dos meus pecados e ir direto pro andar de cima?
- Uhn... o chefe já tem planos pra você no andar de baixo...
 - Ah...lá em baixo serei só mais um e já tá maior superlotação. Lá em cima tá faltando gente. Quero aproveitar pra refletir bastante, rever conceitos...
- Tá certo então. Mas me passe a senha, por favor.
- 123456789
- Tá brincando. Uma senha tão idiota dessas?
- Genial né? Ninguém iria imaginar.
- Se fudeu, Mané. Ninguém mandou confiar em funcionário do capeta. Vai arder no mármore do inferno.
- Eu já desconfiava. Por isso dei essa senha falsa. Chupa lacaio do capitoro.
- Você não sabe com quem está lidando. Sabe que podemos fazer você reencarnar numa lesma paralítica na próxima encarnação?
- E quem falou que eu quero reencarnar? Vou ficar por aqui mesmo assuntando as pessoas. Muito mais divertido.
- Olha só. Já estou cansado da sua enrolação. Vou fazer a última oferta. O que você quer pra revelar a senha da conta.
- Que isso, meu amigo. Eu não sou corrupto. O que vc está me oferecendo é propina.
- Propina não. É meritocracia. Você vai ser recompensado pelas informações relevantes.
- Eu não. Nem pensar. Vai que essa lava-jato chega aqui no além também? Tô fora.
- Mas não é possível. Deve ter alguma coisa que possamos fazer para convencê-lo.
- Já sei. Tem uma coisa. Eu sou atleticano.Se vocês fizerem o cruzeiro cair pra segunda divisão eu conto a senha.
- Ai também não né? Isso nem o capeta consegue...

Nenhum comentário:

Postar um comentário