segunda-feira, 2 de maio de 2016

SÓ TEM LADRÃO


Enquanto isso, naquela construção.

- Ô Maiquel. Me dá um pedaço dessa coxa de frango seu ai, sô.
- Tira esse olho gordo daqui. Mas...pensando bem, troco um pedaço de frango nesse ovo frito.
- Mas aí eu vou ficar sem ovo?
- Ah...tudo é da galinha mesmo.
- Que miséria. Tá faltando dinheiro lá na sua casa?
- Ah. Pobre é assim mesmo. A gente vai levando. Me dá um pouco desse suco aí.
- Não é suco. 
- O que é isso que você está bebendo?
- Não é da sua conta.
- Deixa eu ver...mas o que é isso...é pinga.
- Cala a boca, seu X9.
- Eu calo a boca se me der um gole.
- Vc é fdp mesmo hein? Tá bom. Mas só um gulim.
- Nó. Pinga ruim.
- Vc também reclama de tudo, hein?
- Deixa eu te falar uma coisa. Você não veio trabalhar esses dias. Onde cê tava?
- Eu tava pescando.
- Mas como assim pescando? 
- Fui pescar com o meu amigo médico. Ele me deu atestado.
- Sei. E nós ficamos ralando aqui pra você.
- Já viu, né? Tem de ser amigo do rei.
- Que sem vergonha. Dá até vontade de te denunciar.
- Quer que eu arrume um atestado pra você também? 
- Uai. Quero. É com esse seu amigo pescador também?
- Não. É com outro amigo médico. Só tem um problema.
- Mas qual o problema?
- Ele é meio gay. Pode querer que você pague com...
- Pode parar. Você é muito salafrário.
- Mas me conte uma coisa. Você ainda tá fazendo gato de tv a cabo?
- Mas é claro. E cobro pra fazer gato pros outros também. Você quer?
- Eu já tenho meu telegato com todos os jogos do campeonato. Obrigado.
- Se você quiser coloco internet de graça também. Tenho um esquema que rouba os sinais dos outros.
- Não, Pode deixar. 
- Telefone celular seu é do bom hein? Onde comprou?
- Comprei de uns caras que vendem coisas roubadas. É de primeira linha mesmo e totalmente desbloqueado.
- Legal. E o carro. Trocou?
- Eu tô com um novo agora. Comprei na mão do Nicão.
- Peraí. O Nicão não é aquele que rouba?
- É. Mas ele é limpeza. Adultera direitinho e esquenta os documentos. Não tem erro.
- Legal. Tá acabando a hora do almoço. Daqui a pouco o engenheiro chega enchendo o saco.
- É verdade. Vamos fumar um cicarrinho?
- Vamos. Eu tenho aqui um diferente...mais turbinado. Você quer?
- É claro. Vamos lá em cima pra não dar alarme.
- E deixa eu te perguntar uma coisa. E a política?
- Ah. Sinceramente? Eu estou cagando e andando pra política. 
- Eu também. Já reparou que só tem ladrão?
- É mesmo. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário