quarta-feira, 13 de abril de 2016

TRISTEZA IMENSA

Não pelos políticos, pois estes não estão realmente nem aí pra nós. 
Tristeza pelas amizades fraturadas.
Os políticos vivem no olimpo, distantes de nós seres humanos comuns, que trabalham, sofrem, se sacrificam nesse mundo doido e injusto.
Os Deuses eleitos negociam seus votos por milhões.
Vendem suas almas, que tem pouco ou nenhum valor pra eles.
Não excluo ninguém.
Infelizmente, parece que não aprendemos com os anos de ditadura, que era pra ser provisória e durou 40 anos. 
Parece que os nossos civis não se civilizaram. 
Parece que temos essa maldição, de elevarmos os malandros, de valorizarmos os canalhas, de suportarmos os piores vilões. 
E tendemos a condenar os discordantes e perdoar os piores vilões, desde que estejam do nosso lado da guerra.
Se Satanás concordar com nossos pensamentos, será santificado e elevado a condição de companheiro.
Se Jesus Cristo voltar e disser que estamos errados, será demonizado e crucificado de novo.
Enquanto isso, os políticos não estão nem aí.
E vamos deletando os amigos que pensam diferente, não compreendendo como pessoas aparentemente informadas, estudadas, podem pensar diferente. 
Pobres almas desviadas do caminho certo, alienadas por eles, os imperialistas dominadores de sei lá onde.
Por que o que temos é uma preferência por imperialismos diferentes, por ideologias e cores que não são as nossas.
Trocar o logus do capitalismo judaico cristão ocidental, pelo do social comunismo global. 
Eu entendo e em muitas coisas, comungo da  opinião dos socialistas.
Também acredito que o ser humano precisa ser solidário e olhar pelos que não tem, pelos desvalidos.
Mas também acredito no mercado e na necessidade de um mínimo de ordem para que uma sociedade se desenvolva. 
Eu também sonhava com um país mais justo e soberano.
Mas e quando esse sonho vira pesadelo no meio da noite?
Melhor acordar...e eu acordei.
Pelo menos acho que acordei...mas o pesadelo continua.
E os políticos não estão nem aí pra gente.
Afinal, o que temos é uma discussão em torno do direito de descumprir regras.
Os caras roubam, roubam, roubam, roubam, roubam e parecem não sentir a mínima culpa.
E há um completo destemor quanto a lei e a ordem.
E quem se beneficia indiretamente, também é cúmplice solidário. 
Estão todos amarrados no mesmo saco.
E sabemos que são todos os partidos, todos sem exceção estão envolvidos nessa imensa rede de corrupção.
Não vou ficar minimizando, dizendo que a Dilma é menos culpada que os outros. 
E se ocorrer, não será o impeachment só dela, mas de um imenso aparelhamento, como talvez não exista em nenhum país do mundo no momento.
E se ocorrer, não será apenas pelo crime de responsabilidade, mas por uma enorme coleção de erros e arbitrariedades. 
Também não poupo Renan, Aécio, Cunha, Lula, Dirceu, Delúbio, Delcídio, Collor, Jader Barbalho. Alkmin. 
Todos os agentes políticos do país parecem ter concluído que a única forma de governar o Brasil é através da corrupção sistêmica. Isso em todos os níveis. O sujeito pensa: - rapaz, não podemos bobear. Se a gente não roubar, a gente perde a eleição. E numa eleição a única coisa que não vale é perder. Como desmontar essa lógica funesta? O moro tá tentando, mas também vem sendo demonizado. De repente o xerife vira bandido do filme. 
Direita e esquerda ao ascender, parece que sofrem do mesmo mal. Rapidinho se transformam em corruptos e corruptores da pior estirpe. 
Talvez o país tenha sido fundado nesse alicerce oco, podre, chão sem firmeza para o soerguimento de uma grande nação.
Chegamos a um impasse histórico, a um curé que não sabemos onde vai desembocar. 
A situação é realmente muito triste e creio que todos os Brasileiros estão sofrendo bastante com a situação. Tá doloroso, tá deprimente e a racionalidade tá passando longe.
Mas ainda assim, espero que possamos preservar o que realmente importa, que são as nossas amizades e tudo que temos de mais puro. 
E os políticos não estão nem aí...

Nenhum comentário:

Postar um comentário