sexta-feira, 27 de novembro de 2015

ENQUANTO ISSO NAQUELA MULTINACIONAL (TRADUÇÃO SIMULTÃNEA)

- Muito bem. Já que estão todos presentes, vamos dar início à reunião. Pra começar, quero parabenizar a todos pelos cumprimentos das metas bem acima do esperado. Isso prova que estamos no caminho certo. Por favor, sr diretor. Pode expor um resumo dos nossos balanços?
- Pois não senhor presidente. Pelos nossos cálculos, aumentamos nossa lucratividade principalmente na áfrica e américa do sul. Tivemos um aumento de lucro com a customização que promovemos. Claro que tivemos de fazer lobby nos governos locais pra flexibilizar medidas ambientais e outras salvaguardas. Tivemos de disponibilizar um aporte de capital para cooptarmos alguns políticos, mas faz parte dos nossos negócios a devida remuneração dos nossos parceiros.
- Por isso, eu parabenizo a todos e peço uma salva de palmas para todos vocês pelos resultados. 
- Sr. Presidente. Eu queria tomar a palavra e fazer uma observação.
- Mas é claro. Por favor, faça o seu relato.
- Vocês estão sabendo do acidente que houve no Brasil?
- Ficamos sabendo sim. Foi lamentável.
- Mas nosso grupo é um dos principais acionistas da empresa envolvida no acidente.
- Sim. Mas nossa empresa não aparece em nada. Só buscamos nossos lucros.
- Mas não deveríamos ajudar de alguma forma? Direcionar verbas, contratar cientistas pra ajudar?
- Ajudar quem? Os Brasileiros? É um sub-povo, uma mistura de raças impuras, negros, selvagens, portugueses, todos copulando entre si e gerando uma raça ruim que você não imagina.
- Mas presidente. Não deveríamos colaborar para que evoluam? Criando escolas, usando os recursos de que dispomos.
- Para com isso. Pra que? Ali não tem nada que preste. Um povo formado pelos renegados da europa, pelos pobres africanos capturados como animais, por indios selvagens quase na época das cavernas, que andam sem roupa e adoram deuses primitivos. Com uma mistureba genética dessas, não tem jeito de gerar algo que preste.
- Mas espere aí. Lá nasceu Santos Dumont, que inventou o avião.
- Inventou não. Ele foi um dos cientistas que trabalharam no desenvolvimento dos aviões. Não foi o único. 
- Eu conheço um pouco da cultura brasileira. Tem grandes músicos, grandes artistas.
- Cultura Brasileira? Eu não conheço quase nada. Já vi umas cenas do tal de carnaval.. com várias pessoas tocando tambores e mulheres da cor de chocolate quase nuas dançando e se insinuando.
- Desculpe, sr presidente. Mas acho que o senhor está mal informado sobre o Brasil. 
- Pois eu já acho que é vc quem está equivocado. Nosso objetivo aqui é lucrar. 
- Mas e esse acidente ambiental que aconteceu por lá? Dizimou populações inteiras e comprometeu a vida num enorme eco-sistema.
- Bobagem. Todos sabem que exploração mineral tem seus efeitos colaterais mesmo. Sempre teve. Na época da exploração de ouro morreram pessoas demais entre garimpeiros e escravos que pereceram soterrados ou extenuados pelo trabalho desumano. Só que na época não tinha a mídia pra xeretar.
- Pois é. O povo lá tá muito revoltado.
- Isso passa. Nossos fundos mandam no planeta. Nós já compramos a mídia toda. Vão publicar o que a gente quiser. Já compramos os políticos também. Bancamos várias campanhas deles. 
- Não acha melhor encerramos nossas atividades por lá? Vendermos nossas ações para não termos desgastes?Ou investirmos na criação de empresas de tecnologia pra compensar o atraso tecnológico deles?
- Nada disso. O Brasil é uma colônia nossa. Sempre foi. Eles tem minério, nióbio, prata, pedras preciosas, minerais e matéria prima para fazermos nossos produtos de alta tecnologia e vendermos pra eles. Vamos continuar explorando até a última pepita. Mas agora que o senhor já fez seus questionamentos, vamos prosseguir a reunião. Vamos falar sobre o lucro de nossos investimentos na indústria farmacêutica.
- Senhor presidente. Foi um sucesso o lançamento do mosquito com o novo vírus. A infestação já começou. Daqui a 2 meses enviaremos os remédios para o governo do país.
- Já tudo acertado com o governo deles né?
- É claro. Eles vão pagar pelos remédios e nós destinamos um percentual de 20% pros caixas 2 das eleições deles.
- Sr presidente. Eu repudio esse tipo de abordagem. Não deveríamos nos preocupar com as doenças que já existem?
- Você é pago pra isso mesmo. Pra nos questionar. Mas não seja tão ingênuo. Precisamos de doenças novas. A indústria vive disso. E não fique tão chateado. O vírus não mata ninguém. Só dá uma zonzeira e dores por todo o corpo. A pessoa fica uma semana de cama e nós noticiamos que as pessoas precisam tomar nossos remédios. Na verdade nem precisariam tomar remédio. Só uma boa hidratação já seria suficiente. Mas se souberem disso, não vão comprar nossos remédios. Entendeu?
- Entendi, mas não concordo. Tem horas que dá até vontade de...
- Sr Presidente. Eu compartilho da opinião dele. Nossos fundos de investimento estão sendo utilizados de forma não ética. Não podemos concordar que usemos nossos fundos para corromper a alma das pessoas. Eu gostaria de propor uma repactuação.
- Eu compreendo o pensamentos de vocês. Considero o trabalho de todos fundamental para nossa organização. E o objetivo dessa reunião é comunicar a todos que todos vcs terão um aumento de 200% em seus vencimentos, para compensar o comprometimento e dedicação de todos ao cumprimento dos nossos objetivos. Alguma observação?
- Não.
- Então declaro encerrada essa reunião.

segunda-feira, 23 de novembro de 2015

A DOR


A dor escreveu 
as mais belas canções.
Poemas perfeitos, 
romances sem fim
A vaidade ergueu impérios, 
a liberdade armou quadrilhas
A repressão faz o contrabando 
e o carinho vicia
A dor dos escravos 
pariu as Américas
Cabeças cortadas 
nas guerras
A dor de nascer, 
a dor de não ter
A dor de querer
A dor de não crer
A dor de morrer 
A dor de não ser
A dor de saber
a dor de perder
a dor de não ter
a dor de se enganar 
Como é difícil ser juiz
Como é complexo o ser humano
Como é finito ser feliz
Vamos aproveitar os bons momentos ...

Repete

Quem quiser ouvir, o link está abaixo.

http://palcomp3.com/solofertilmartino/a-dor/

quinta-feira, 19 de novembro de 2015

PREVISÕES PARA 2016? JÁ?

ENQUANTO ISSO NAQUELE PROGRAMA DE TV

- Olá amigos, no nosso programa QUASE VERDADE de hoje, vamos conversar com nosso futurólogo tecno-holístico, Gerrard de La Silva. Bom dia, Gerrard!
- Bom dia a você e aos amigos telespectadores.
- Mas me diga uma coisa. De onde vem esse Gerrard?
- Vem de um empresário que eu tive. Na verdade meu nome é Geraldo da Silva, mas ele achava muito simplório, por isso propôs Gerrard de La Silva. E acabou virando grife.
- Ah...tá entendido. Mas você se tornou um vidente famoso, uma referência na área. Como conseguiu chegar a essa reputação num meio tão cheio de suspeitas de falsidade ideológica e ilusionismo?
- É simples. Eu pesquiso e falo o óbvio.
- Mas então vamos satisfazer a curiosidade da nossa audiência. Quais você considera as maiores novidades para 2016?
- Eu vou falar de várias tendências. Uma delas é a agenda positiva.
- Espere aí. Você fala da Agenda positiva do governo?
- Não.  A Agenda positiva é um novo lançamento no mercado, uma agenda tablet que terá a vantagem de só marcar eventos positivos e apagar tudo que for ruim. Com essa agenda, não tem jeito de nada dar errado. Junto, vem um feed só de notícias boas.
- Puxa, mas o PT vai gostar.
- É. Pode ser. Outra coisa que vai bombar é o APP espelho, um aplicativo que se transforma instantaneamente em espelho promete ser a próxima febre. Só tem uma coisa que as mulheres admiram mais que seus celulares: são seus rostos refletidos no espelho. Os apps garantirão uma precisão muito superior aos espelhos convencionais, inclusive com zoom.
- Nossa. Até eu vou querer pra conferir a maquiagem
- Mas novidade mesmo serão as Usinas de energia humana
-  Mas o que será isso?
- Serão centros de geração de energia municiados com 200 bicicletas ergonométricas que vão gerar energia que será utilizada nos hospitais, centros sociais e complexos esportivos da cidade. As pessoas vão deixar de ser sedentárias, farão exercícios aeróbicos e ao mesmo tempo contribuirão com suas cidades, poupando também o meio ambiente ao produzir uma energia limpa.
- Mas isso é muito interessante.
- Teremos também o Início da Popularização dos automóveis elétricos. Um novo modelo de automóvel elétrico se popularizará no japão, com boa performance, maior autonomia e grande simplicidade para reabastecimento. O novo carro vai virar uma febre e começará a ser lançado nas principais capitais do planeta.
- Mas vamos falar de moda?
- Mas é claro. A moda vai ser sustentabilidade. A palavra vai se tornar fashion. Finalmente a sustentabilidade se instituirá como questão fundamental e orgânica em tudo que se fizer nos países civilizados. A própria sociedade acordará da letargia e começará a opinar e exigir das autoridades completo rigor no que diz respeito as atividades industriais e suas consequências para o meio ambiente. Deixará de ser discurso pra virar cultura e prática.
- E a exploração espacial? Teremos novidades?
- Teremos uma novidade incrível. Aquele recurso das dobras espaciais da nave enterprise deixará de ser hipótese para ter comprovação nas leis da física. A Nasa revelará que está desenvolvendo uma tecnologia que  teletransportará qualquer energia ou matéria para qualquer ponto do universo.
- E o Rio Doce?
- As pessoas em todas as cidades passarão a ser guardiões do Rio, farão expedições e visitarão regularmente, limpando como puderem .As empresas também trabalharão em sintonia com o governo para minorar os problemas, todos abraçando e trabalhando para que o rio doce ressuscite.  
- E a política?
- Surgirão novas lideranças no Brasil. Cansado dos safados de sempre, o povo passará a rejeitar os políticos envolvidos em negociatas e corruptelas e começará a procurar outros líderes ainda não viciados com o esquemão, fora dos sindicatos de malandros, pessoas de vida limpa e com competência pra fazer o que precisa ser feito. Haverá  uma renovação radical no mosaico político do país.
- E a internet? Vai melhorar?
- Enfim, vai Internet Banda Larga pra todo mundo. O Brasil entra para o seleto clube dos países que oferece Internet de alta qualidade em qualquer ponto do território nacional, com 4G a custos bem baixos, devido a altíssima popularização.
- E a crise? Vai passar?
- A crise continuará, mas não resistirá ao trabalho. Muitos ficarão sem empregos mas todos vão se virar. Está havendo uma mudança radical nas matrizes de empregos, novos arranjos surgirão, muitas empresas não sobreviverão e outras serão constituídas. Vai diminuir o fluxo de dinheiro circulando, o setor de serviços sofrerá mais revezes, mas sobreviveremos até a próxima bonança.
- E a sexualidade? Haverá avanços na quebra de preconceitos?
- Sim. As pessoas vão enxergar que não precisam agredir a posição do outro por causa da própria opção. Se cada um ficar no seu quadrado, tudo ficará em paz.
- E sobre a intolerância religiosa?
- Vale o mesmo da resposta anterior. Cada um na sua e tá tudo certo.
- E na música? O que estará nas paradas em 2016?
- As pessoas tenderão mais à reflexão. Vão ficar mais exigentes com a música que consumirão, com as letras, as poesias. É claro que vai continuar rolando a festa, mas haverá mais espaços para a música autoral, para a renovação das bibliotecas musicais, para a curiosidade intelectual.
- E como você definiria o ano de 2016?
- Será o ano da super ação...assim em separado. Super atitude, super saco, super paciência, super tolerância, super disposição pra fazer o nosso melhor.
- Bom, o QUASE DE VERDADE de hoje fica por aqui. Obrigado ao futurólogo holístico Gerrard de La Silva pela entrevista. Um 2016 de SUPERAÇÃO pra todo mundo...

quinta-feira, 12 de novembro de 2015

ENQUANTO ISSO NAQUELE DISCO VOADOR...


 Enquanto isso naquele Disco Voador ( com tradução universal)

- Pessoal, estamos sobrevoando a terra, um planetinha pequeno da classe D. ( disse o professor ET)
- Ah. Planetinha sem graça esse. Gostei mais de saturno, com aqueles anéis e aquela coloração. Júpiter também é bonito (disse uma eteiazinha adolescente)
- É. Mas a terra tem uma diferença que não dá pra ver assim de longe. Vamos nos aproximar mais para que possam perceber.
- Mas por que essa coloração azul? ( perguntou uma etéia um pouco mais velha).
- É por que é feito de água e tem oxigênio.
- Mas não deveria se chamar Planeta Água então? ( repetiu a Etéia)
- Deveria, mas se chama Terra por que seus habitantes mais evoluídos vivem em terra firme e por isso lhe deram esse nome.
- Uau. Quer dizer que esse planetinha é habitado? Como se chamam os habitantes desse planeta? ( perguntou um etezinho baixotinho)
- Depende. Existem bilhões de espécimes que coexistem nesse apertado planetinha.
- Mas quais são os seres mais evoluídos?
- Se chamam humanos. Vivem nas ranhuras do planeta, constroem gigantescas cidades e já dominam uma tecnologia rudimentar.
- Que nem aquele planeta formigueiro que conhecemos? ( perguntou um et gordinho)
- Não. Esse é mais bonito e os seres humanos são mais evoluídos, embora bastante destrutivos. Mas o planeta é muito bonito de perto. Tem muitas florestas, paisagens maravilhosas e principalmente muita água. Água é vida. Esses tais seres humanos são privilegiados. Pena que não tem juízo nenhum.
- Como assim?
- Acreditam que eles ganharam esse planeta maravilhoso para habitarem e mesmo assim o destroem sem dó?
- Como assim?
- Para construírem seus navios, seus prédios, quase tudo, eles destroem a natureza, acabam com seus rios, sua natureza...
- É sério? Por que eles não buscam minério em Marte ou em Mercúrio? Lá tem muito sobrando.
- Eles não tem tecnologia ainda pra isso. Eles desenvolvem mais tecnologia é pras guerras.
- Como assim guerras?
- Para exterminar seu próprio povo. Desenvolvem mísseis e até armas nucleares.
- Mas não podemos intervir?
- Até já intervimos muito no passado, mas não deu muito certo. Eles acharam que nós éramos Deuses, criaram um monte de religiões e fizeram a maior bagunça. Desde então estamos só observando...

- Mas não seria omissão de nossa parte?
- Não. Não devemos interferir nos desenvolvimentos de outras civilizações.
- Mas eles sabem sobre nossa existência?
- Eles desconfiam. As vezes fotografam uma nave ou outra, mas não tem certeza. Já até capturaram algumas, mas preferiram esconder do resto do mundo, pra tentar decifrar a tecnologia e usar na guerra. Mas não tem perigo. Ainda estão bem longe da descoberta da dobra do tempo e dos buracos de minhoca. E não compreendem nossa tecnologia.
- Mas veja só. Estou vendo aqui um noticiário deles. Acabarem de causar um acidente ambiental terrível. Pra produzir minério de ferro, eles deixaram estourar uma barragem de lama contaminada que poluiu um dos seus principais rios e ainda vai poluir o oceano por uns 100 anos.
- Pois é. Eles ainda estão numa fase civilizatória inferior e ainda não conseguem ter consciência holística, produzir com sustentabilidade.
- Mas não deveríamos descer e interferir? Poderíamos impedir essas atrocidades.
- Nem pense nisso. Poderíamos nos contaminar com uma doença terrível que eles tem.
- Mas que doença é essa?
- A corrupção, uma doença que corrói corações e mentes, faz do santo um demônio da noite pro dia, transforma boas intenções em subserviência, faz com que os velhacos obtenham mais sucesso que os justos. É a causa de todos os males do planeta. Mas os habitantes não se dão conta. Quem sabe daqui a uns 30 mil anos eles não melhorem e possam entrar pra comunidade galáctica? Por enquanto tem de ficar isolados mesmo. 
- Então vamos embora rápido. Não vale à pena correr riscos. Já houve casos de ets amigos nossos que pegaram gripe e contaminaram muitos semelhantes. Imaginem se alguém pega essa tal de corrupção? Poderia contaminar todo o universo. Seria o apocalipse. É melhor voltarmos para Capela. 


sexta-feira, 6 de novembro de 2015

IGREJA UNIVERSAL DO REINO DO ZÉ



Enquanto isso naquela igreja...

- Por favor. Eu gostaria de falar com o responsável por essa igreja.
- Sou eu mesmo a seu dispor.
- Sou da Polícia fazendária e tivemos uma denúncia de que vocês estão praticando atividades ilícitas aqui e sonegando impostos. Mas como o senhor chama mesmo?
- É Zé.
- Ahh...então é por isso o nome na placa...IGREJA UNIVERSAL DO REINO DO ZÉ?
- Isso mesmo.
- Mas o sr não vê nenhuma blasfêmia nisso?
- Mas que blasfêmia? Eu também não sou filho de Deus, irmão de Jesus e seu irmão também?
- Mas colocou a igreja em seu nome.
- Uai. Mas é claro. Foi o domínio que deu pra registrar na internet. Eu tentei Igreja quadrangular e já tinha. Igreja triangular, losangular...tudo tinha. Igreja do reino do Zé não tinha. Então foi o que deu pra fazer.
- Mas não recolhem impostos?
- Uai. Somos isentos, como todas as outras igrejas.
- Sei...Mas me diga uma coisa. Aqui vocês professam que fé?
- Nós aqui não processamos ninguém. As vezes alguém quer nos processar também, mas nosso departamento jurídico é que cuida dessas coisas.
- Você não me entendeu. Deixa eu reformular a pergunta: vocês são cristãos, crentes, macumbeiros, satanistas ou tico-tico no fubá?
- Uai. Não dizem que todos os caminhos levam a Deus? Veja que beleza a nossa igreja. Veja que no centro tem um caminho com pétalas de rosas, onde as pessoas caminham descalças e chegam até Deus....
- Mas que Deus? 
- Uai...Deus está dentro de você. Feche os olhos e verá Deus.
- E qual a bíblia que vocês utilizam?
- A nossa Bíblia é a melhor de todas. Juntamos na mesma bíblia todos os profetas cristãos, Maomé, Buda, Confúcio, Nitzche, Karl Marx, Alan Kardec, Paulo Coelho, Ramatis, Tiririca, Sérgio Malandro. Fizemos uma bíblia com o melhor de todas as religiões.
- Uhh...mas tem um exemplar dessa bíblia para que eu possa dar uma olhada?
- Que isso, meu amigo. Nada de edição impressa. É anti-ecológico.
- Mas como vocês disponibilizam sua bíblia então?
- Em PDF você pode baixar pela internet por apenas 9,99. Em nosso site tem muitos outros produtos interessantes.
- Mas não dá briga não? Imagine juntar muçulmanos e cristãos  num mesmo espaço.
- Briga nenhuma. Todas as religiões tem um ponto em comum que é DeUS.
- Pois é. Mas cada povo representa Deus de uma forma diferente. Pra uns ele é um velho barbudo e cabeludo. Pra outros é careca e barrigudo. Pra outros tem até cabeça de elefante...mas para vocês...como é a cara de Deus?
- Deus não tem cara...Deus é a chama da vida.

NISSO UM BÊBADO  RESOLVEU ENTRAR NO ASSUNTO

- Peraí...para tudo! Você está dizendo que Deus é de fogo?
- Sim, meu caro amigo. Deus é uma chama.
- Mas não era o capiroto que vivia no fogo do inferno?
- Nossa. Com esse calor que está fazendo, todos estamos no inferno.
- Espera...espera...estou pensando uma coisa muito séria (ic). Se Deus é de fogo e eu também só vivo de fogo....será que eu sou Deus?