sexta-feira, 19 de dezembro de 2014

INVEJA DE ITABIRA

Ao contrário da maioria das prefeituras, que acha que fazer cultura se resume a contratar meia dúzia de artistas sertanejos e fazer cavalgadas e eventos agropecuários, Itabira tá fazendo diferente. A administração atual também faz bons eventos agropecuários, mas tem feito algumas coisas bem legais em termos culturais, principalmente abrindo mais espaços para os artistas locais. Em primeiro lugar, investiu no Festival de Inverno, hoje um dos melhores do Estado, com atrações de primeira linha. A diferença é que abriu espaço para os artistas da terra, que tiveram o mesmo palco e a mesma estrutura das atrações nacionais. O que a gente vê muito em algumas cidades, são os artistas principais nos mega palcos e os locais num palco pequeno com telha de amianto, som pequeno e sem camarim. Isso quando tem espaço pros artistas locais né? A prefeitura também passou a pagar melhor os artistas itabiranos e a valorizar a prata da casa. O resultado é que os artistas estão se destacando e fazendo a diferença.

JÉSUS HENRIQUE

Jésus Henrique foi um dos que se destacou no último festival de inverno promovido na cidade e hoje é sucesso nacional no The Voice Brasil da Rede Globo. Eu já tinha visto o Jésus cantar na Banda Agá de João Monlevade. Fiquei impressionado com a qualidade do moço. Tive o prazer de conhecê-lo há poucos dias e o mesmo me disse que o apoio que a prefeitura vem disponibilizando foi fundamental. O Prefeito Damon empenhou-se pessoalmente, buscou apoio de empresários parceiros e juntou-se a todo o povo da região, torcendo com muita fé pelo cantor Itabirano. Com todo o talento que Deus lhe deu, mas também com o suporte e o carinho de toda uma cidade, Jésus vem conseguindo vencer cada etapa e merecendo elogios de grandes artistas nacionais como Daniel, Claudia Leite e Lulu Santos. O cantor chega agora à semifinal entre os 12 melhores do Brasil, numa peneirada que teve milhares e milhares de concorrentes buscando seu lugar ao sol.  Hoje está cantando para o Brasil, tem Itabira e a região inteira torcendo por ele, tá interagindo com figuras exponenciais da música brasileira e tem um incremento muito valioso em sua carreira. Não temos bola de cristal pra saber se vai prosseguir e vencer o The Voice. Mas não existe dúvida quanto à qualidade do rapaz, reconhecida em todo o país e pelos que amam a arte e a música de qualidade.  Daqui pra frente o que se espera é que os promotores de shows, as prefeituras da região e do estado, contratem essa revelação da música mineira, pronto para encantar as multidões com sua arte. Parabéns a Itabira pela sua capacidade de gerar e acolher grandes artistas ( e fiquei sabendo que tem uma nova geração maravilhosa brilhando por lá. Pelo menos mais uma 4 Jésus Henriques prontinhos para o sucesso).

BAIANDEIRA FOREVER.

Sou de Alvinópolis, terra onde há 35 anos é  realizado um dos mais tradicionais festivais de música de Minas. Em uma dessas edições, criamos um grupo chamado Verde Terra e começamos a viajar pelo estado participando em festivais. Mas no ano de nossa estreia, apareceu um grupo de Itabira que faturou o primeiro lugar e arrebatou o público presente. As músicas eram de um tal de Nilton Baiandeira e os intérpretes eram Primo, Fanuel, Dico e outros de que não me recordo. Lembro-me das músicas. Eles venceram o festival com a música São Francisco de Minas. Havia mais duas músicas que marcaram demais o festival. Uma se chamava Semeança e a outra Punhais. Nilton Baiandeira foi um gênio. Mais recentemente conheci o excelente cantor Luiz Bira, que é parceiro e guardião da obra do Baiandeira. Doido pra conhecer o trabalho de resgate da obra do mestre.

OUTRAS CIDADES INVEJÁVEIS

Maravilhosos também os eventos realizados em Catas Altas. O Festival do Vinho já é tradição e outros eventos tem atraído á cidade um público bem bacana e de um bom poder aquisitivo. São Gonçalo do Rio Abaixo também faz um bom Festival de Inverno, além de disponibilizar vasta programação o ano inteiro em seu invejável Teatro. Alvinópolis continua fazendo seu Festival junto com a Festa da Chita. A Exposição de Santa Bárbara é uma exposição de verdade. Contrata os melhores artistas do país, mas também tem o torneio leiteiro e a cultura do campo.  Costumam acontecer umas feiras multi-setoriais bem legais também por lá. Ponte Nova faz um festival de blues muito interessante. Monlevade hoje tem o Festival Marmotas do Coletivo Sete Faces. Catas Altas também faz um evento bacana misturando cerveja com blues. No mais, tudo está por ser feito. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário