sexta-feira, 3 de outubro de 2014

ARCO-ÍRIS


ENQUANTO ISSO...NUM CHAT...

- Oi
- Oi
- Você existe?
- Claro
- Como sabe?
- Como assim?
- Que existe...
- Não estou aqui?
- Aí onde?
- Clickando com você.
- Sei lá
- Sabe lá o que?
- Se você não é um algoritmo
- Sou é carente...
- Sério?
- Hã, hã...!
- Uai.
- Uai o que?
- Se você quiser...
- É claro que eu quero
- Onde?
- Você escolhe
- Que tal um shopping?
- Que tal um motel?
- Avançada você, hein?
- Sou direta
- Motel então?
- Pesquisando...
- Paradise?
- Prefiro Hell.
- Urrú...vai ser muito bom, gata.
- Só tem um detalhe.
- Que detalhe?
- Eu não sou exatamente uma mulher
- Eu também não sou exatamente um homem.
- Vixe...então não vai dar certo.
- Mas por que?
- Você não tem o que eu quero.
- Nem você tem o que eu quero...mas...pode ser divertido.
- Será?
- Bora tentar?
- Demorô. Paradise ou Hell?
- Hell. No paradise não tem lugar pra nós.

CADA UM PEGOU SEU CARRO E PARTIRAM PARA O HELL. NO MEIO DO CAMINHO UMA PASSAGEM DE NUVENS COM SOL E CHUVA. ONDE TEM SOL E CHUVA TEM ARCO-ÍRIS. NA IDA PARA O MOTEL PASSARAM DEBAIXO DO DANADO DO ARCO-ÍRIS. NO MOTEL A NATUREZA FEZ SUAS TRAPAÇAS, O CÔNCAVO E O CONVEXO SE ATRAÍRAM,  OS PAPEIS SE MISTURARAM, A VIDA DOS DOIS ENCAIXOU-SE E COMEÇARAM A NAMORAR, TIVERAM SEU PRIMEIRO FILHO E A VIDINHA ENTROU NOS EIXOS. ESQUECERAM ATÉ DAS PRÁTICAS ANTERIORES. ATÉ PARECE QUE VIRARAM DEVOTOS DO FELICIANO. MAS CERTO DIA ESTAVAM RETORNANDO DE UMA FESTA, NOVAMENTE SOL COM CHUVA E UM ARCO-ÍRIS NO CAMINHO...


Nenhum comentário:

Postar um comentário