sexta-feira, 12 de setembro de 2014

O PSIQUIATRA ELEITORAL

Enquanto isso, no consultório do psiquiatra.

- Toc – toc – toc
- Pode entrar, por favor
- Desculpe Dr. Me atrasei um pouquinho.
- Não tem problemas. Coloque sua mochila sobre essa cadeira. E pode se acomodar no divã.
- Obrigado. Posso tirar o tênis? Prometo que não tenho chulé.
- Fique a vontade.
- Ok. Obrigado.
- Mas me fale sobre você, sobre a sua vida...
- Olha Dr. Eu ando muito confuso, mas muito confuso mesmo.
- Mas o que lhe causa tanta confusão?
- O anjo e o capetinha, Dr. Sabe como é, né? Eles ficam sentados, cada um num ombro da gente.
- Mas o que eles dizem?
- Eles falam no pé do ouvido, né Dr. Sopram...sabe como é que é?
- S...ei. Continue...
- Veja por exemplo a eleição que tá vindo aí, né? Eu tava quase convencido a votar no Aécio. Alguns amigos meus falam bem dele, que foi bom governador e tudo.
- Sim...
- Mas só que o capetinha do lado esquerdo me cutucou e sussurou...não vai na onda não. Ele não fez nada em Minas. O pessoal da educação não gosta dele. É um playboy cherador que só gosta de praia.
- E o que você concluiu?
- Não conclui nada, uai. Só que depois fiz amizade com um pessoal que é Dilma. Eles dizem que ela é excelente presidente, que fez minha casa, minha vida para o povo das favelas, que fez muita coisa pros pobres.
- Sei...e aí...
- Aí veio o anjo do lado direito e falou: - Cuidado. Essa daí já foi bandida no passado. Chegou até a matar pessoas. Ela só fez o país andar pra trás.
- E o que você concluiu?
- Ai eu fiquei meio preocupado né. Tenho uns amigos evangélicos e fui pesquisar sobre a Marina.
- E aí?
- Fiquei maravilhado com a história de vida dela, que foi empregada doméstica e hoje é candidata a presidente.
- E aí?
- Aí o capetinha e o anjo pediram a palavra. O Capeta falou: essa daí não tem firmeza. Muda de ideia toda hora e além do mais, quer implantar um estado teocrático no país. E o anjo falou: o pior é que ela não gosta da agricultura e quer acabar com o petróleo, que levamos muitos anos pra descobrir.
- E o que você concluiu
- Uai. Parece que eles todos são bons, mas são ruins.
- Mas o que pretende fazer sobre isso?
- Eu? Uai. Eu vim aqui para o senhor me ajudar a entender o meu drama e me ajudar a decidir. O que eu faço, Dr?
- Então eu vou dar um conselho totalmente fora do contexto psiquiátrico para você, mas que pode resolver.
- O que eu vou ter de fazer?
- Não vou anotar. Decore aí. Você fuma?
- SIM,
- Então leve seu cigarro. Amanhã você vai acordar as 5 da manhã, antes do capeta e do anjo pensarem em levantar.
- Certo.
- Vai sair de casa em jejum e vai até o morro mais alto que encontrar.
- E aí?
- Aí acende o cigarro e fuma. 
- E aí?
- Aí vc pode pensar tranquilo no que fazer, longe do capeta, do anjo e até de você mesmo.
- Gostei. Ótimo conselho Dr. Eu precisava ouvir algo assim, viu. A gente precisa se distanciar para ver a vida sem contaminações emocionais, né?
- Exatamente. Só tem uma coisa...
- O que?
- Quando chegar a alguma conclusão, me conte...

Um comentário:

  1. Coitado, vai voltar mais confuso ainda, o o Dr, será que ficou confuso também? Mas é o que reflete o atuaL quadro político. Se a Marina ganhar fica claro que o povo quer algo novo, não ase importando com o resultado.

    ResponderExcluir