sexta-feira, 29 de agosto de 2014

O HISTORIADOR DO FUTURO

Naquela manhã ela corria ouvindo rock no último volume. O cenário era sempre o mesmo. Ela gostava do caminho ermo, uma trilha que passava atrás do cemitério e ia dar em outro ponto da cidade. Quando estava no ponto mais isolado do trajeto, teve uma sensação estranha, como se houvesse alguém observando à distância. Ela diminuiu o volume do seu player e se arrepiou. Do meio do mato apareceu um rapaz com cabelo e roupa estranhos.

- Olá..
- Oi
- Por favor. Em que ano estamos?
- Uai. 2014. Mas quem é vc?
- Que ótimo. Exatamente o ano que eu queria observar.
- Mas como assim. Quem é você?
- Se eu te contar, você não vai acreditar.
- Tente.
- Sou um viajante do tempo.
- Ok. Mas eu preciso correr. Ainda tenho de passar em casa tomar um banho, almoçar e pegar serviço.
- Tudo bem. Diga-me apenas mais uma coisa. Que dia é hoje?
- 29 de agosto.
- Ótimo. Faltam poucos dias então.
- Peraí. Falta pouco tempo pra que?
- Pra eleição, uai. Eu vim observar os fatos que se desencadearão.
- Peraí. Mas o que vai acontecer?
- Infelizmente não estou autorizado a lhe contar. Só preciso conferir pra reestabelecer a verdade.
- Mas como eu vou saber que você está falando a verdade? Você pode ser um impostor...ou um doido.
- Melhor você pensar assim.
- Mas você não tem tecnologias? Tipo computador, tablete, smartphone, chips...
- Já abolimos essas tralhas há muito tempo. A computação quântica revolucionou tudo. Não precisamos mais dos suportes físicos.
- Mas como você tem acesso a informações, como envia mensagens?
- Eu já disse...com a computação quântica  basta a gente pensar que as mensagens são enviadas.
- Nossa. Que legal. Mas me diga uma coisa: quem vai ganhar essa eleição?
- Infelizmente não posso revelar. Será uma eleição muito diferente
- Mas o que você veio conferir?
- Eu sou inspetor da história. Vim conferir se as coisas aconteceram como nos livros de história ou se houve alguma manipulação.
- Como assim?
- Houve denúncias de fraudes, mas nunca foram devidamente apuradas.
- Mas me diga uma coisa. Você fala dessa computação quântica. Mas como faz pra acessar? A internet acaba no futuro?
- Eu acesso através de nano-robôs  que circulam pelo meu corpo.
- Cruzes. Nano o que? É um tipo de micróbio?
- Não. A nanotecnologia foi revolucionária para tudo, inclusive para a medicina.Os nano-robôs monitoram e fazem manutenção permanente de todos os sistemas  físicos e orgânicos e ainda garantem acesso irrestrito à galáxia de informações.
- E essa roupa que você está vestindo.
- Ah...essa aqui...espere um pouco...
- Caramba...mudou de cor...mudou tudo.
- Roupas inteligentes. Você pensa e a roupa muda...
- Que máximo. Quero uma assim. E você é bonito. Deve pegar muitas meninas lá no seu mundo.
- No futuro todos serão meninos e meninas.
- Mas peraí...que história é essa?
- É sério. Todos serão hermafroditas. Todos serão homens e mulheres.
- Caramba. Mas como será isso? Vai ser muito estranho...
- Vai ser natural. E tem outra. No mundo do futuro, os avanços da medicina permitirão que uma pessoa viva até 300 ou 400 anos. Os computadores quânticos descobriram a cura para a velhice.
- Puxa amigo. É muita coisa pra minha cabeça. Qual o seu nome mesmo?
- Meu nome é Lahm.
- Prazer. Eu sou Karina. Mas me diga uma coisa. Você é real mesmo?
- Claro. Tem alguma dúvida?
- Posso  te beliscar?
- Beliscar? Rs. Se isso lhe convencer.
- Então vou lá...(beliscando)
- Ai...
- Doeu?
- Caramba...
- Dizem que tenho o beliscão mais finiquim lá da escola.
- Doeu mesmo.
- E a viagem no tempo? Quando começaram?
- Algum tempo depois do desenvolvimento da computação quântica houve uma aceleração imensa no desenvolvimento humano. As teorias de vários cientistas foram comprovadas e viabilizadas. Entre elas, a viagem no tempo.
- Mas todos no futuro podem viajar no tempo?
- Sim. Mas poucos como eu.
- Como assim?
- Alguns vem só para observar. Ficam em grandes naves em torno do planeta observando de longe. Não tem permissão para vir aqui embaixo
- E por que você tem?
- Porque sou um historiador. E geralmente chego antes para antecipar os fatos.
- Mas por que foi aparecer logo aqui?
- Por que você será a minha primeira da minha linhagem e eu queria conhecê-la.
- Hein???
- De certa forma, você é a minha mãe.
- Você é bem doido hein? Que imaginação. Eu queria ver até onde você ia.
- Bom, estou feliz por tê-la conhecido. Agora tenho que ir.
- Pera aí. Fique. Quero apresentá-lo para uns amigos doidos que eu tenho, o Dindão, Marcelo Sputnik, Daniel Bahia, Rogério Martino...
- Não posso. Tenho de ir. Prazer em conhecê-la.
- Não me diga que você vai se teleportar daqui?
- Exatamente. E você vai se esquecer de tudo que aconteceu aqui.Tchau...

Nenhum comentário:

Postar um comentário