sábado, 15 de fevereiro de 2014

Samyr e Semer e a dinâmica de um sonho...

Samyr, Rodolfo Mendes, eu(Marcos Martino) e Semer

Vejam como funciona a dinâmica de um sonho. Ontem (15-02-2014), encerramos mais uma etapa na produção do CD de Samyr e Semer. Durante a audição do material gravado alguém perguntou: - há quanto tempo vocês estão trabalhando na produção do CD? Recorri ao arquivo do gmail para tentar encontrar uma data aproximada. Encontrei registros de maio de 2013, mas o Samyr acha que foi até antes. É verdade Samyr! Foi muito antes mesmo. Há alguns anos atrás (não consigo precisar quando), fiz um trabalho para uma empresa do Samyr, a Semtra, especializada em Medicina do Trabalho. Na ocasião Samyr me falou que gostava de compor e tinha uma série de composições próprias. Algum tempo depois, eu promovia o Festival de Música de Alvinópolis e o Samyr inscreveu um samba muito bonito. Já pude perceber ali a mão do compositor. Mais algum tempo depois conversamos pela internet e o Samyr buscou comigo informações sobre produção musical, sobre como funcionava, sobre custo, enfim, querendo entender o mercado fonográfico. Trocamos  informações e ficamos mais um tempo sem nos falar. Mas quando foi no inicio do ano passado, Samyr me procurou querendo saber se eu teria disposição de ouvir alguns sambas que ele tinha, pra ver se valia a pena gravar um CD. Seu irmão Semer,  foi a minha casa e deixou um CD com esses sambas gravados no Iphone do Samyr durante um churrasco com amigos que tocavam com ele. Fiquei de queixo caído. Os sambas eram muito bonitos. Mesmo gravados de forma rudimentar, davam o recado e revelavam belas melodias. Entrei em contato com o Samyr e comuniquei a ele que havia gostado bastante, que daria sim um belíssimo CD. Samyr ficou satisfeito e começamos a produzir o material com calma. O importante é que ficasse perfeito, vestindo as canções com tudo que tem de melhor. Levei o material para o meu estúdio pessoal, harmonizei ao violão, gravei vozes e acertamos os formatos das músicas. A partir daí o arranjador Rodolfo Mendes veio juntar-se a nós. Rodolfo é um grande músico e deu um toque de sofisticação, enriquecendo as harmonias, inserindo lindas introduções e solos ao material.Fomos trabalhando e formatando as músicas, ouvindo as ponderações da dupla até aprovação. Terminada essa fase, passamos a fase seguinte, de gravar os instrumentos acústicos: cavaco, 7 cordas, percussão e baixo. Na tarde de ontem, ouvimos juntos esse material e projetamos as novas fases de produção, que será da gravação das vozes, backings, instrumentos de sopro e pequenos reparos em algumas canções. Depois virão as fases de mixagem e masterização. Foi uma tarde deliciosa junto a um turma do bem que exala samba por todos os poros. Alem do Samyr e do Semer, estiveram presentes advogado Junior Queiroz, que também é DJ e conhece do riscado. Ele é muito amigo do Samyr e deu opiniões bem pertinentes. Importante salientar a fundamental importância do Semer no processo. Além de irmão, Semer é companheiro para todas as horas, cantor, sambista de um fôlego incrível e que é o principal incentivador, que vem insistentemente cutucando o irmão para que coloque o "bloco na rua". Sem ele, as coisas não teriam evoluido.  Outra presença ilustre foi do irmão quase gêmeo Semy, também muito bem humorado e informado. Ele me fez uma pergunta que é recorrente, mas que nenhum produtor tem como responder com toda certeza. Ele me perguntou: você acha que alguma música tem chance de estourar? E eu respondi: - Olha, tem muitas músicas com potencial para se tornarem hits. Agora, a questão da música se tornar ou não sucesso, cair no gosto popular, depende de uma série de fatores, muitas vezes de investimento para promover o material, de colocar o material na mídia, do estabelecimento de contatos com pessoas influentes, enfim, dos canais certos para colocar o produto no mercado. E depende também de uma boa dose de sorte, de conjunções favoráveis. Sucesso mesmo, produtor nenhum pode prever. Há trabalhos muito ruins que dão certo e trabalhos excelentes que não alcançam o grande público. Mas uma coisa o produtor tem obrigação de garantir: uma qualidade final impecável, um CD do qual o compositor e cantor, aquele que sonhou o projeto possa se reconhecer e fazer bem ao mundo com seus sentimentos e sua musicalidade. Tá ficando muito bom, Samyr. E muito obrigado por nos permitir participar do seu sonho. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário