sexta-feira, 28 de junho de 2013

UM REPÓRTER NO MEIO DO POVO...

Júnior Difuso, o repórter estava aí no meio

Olá, meu nome é Junior Difuso e estou aqui pela Rádio Brasil Novo cobrindo mais uma manifestação que acontece pelo país. Vamos conversar com um manifestante.

- Qual o seu nome?
- É Jorge...jorginho.
- Mas Jorginho. Você está protestando contra o que?
- Ah...sei lá. O pessoal da minha sala veio e eu vim atrás...
- Mas você não tem uma reivindicação, um protesto qualquer.
- Eu não. Eu tô aqui é matando aula...e esperando uma chance de chegar naquela menina ali ó...
- Bom, vamos ouvir mais uma pessoa aqui...e você? Está protestando contra o que?
- Por mais verbas para a educação, saúde e segurança pública.
- E você?
- Uai. Contra tudo né..
- Mas contra tudo o que?
- Ah, sei lá. Eu vi o pessoal passando e vim atrás...mas tô gostando muito viu.
- Amigo...e você? Protestando contra o que?
- Olha, eu tô protestando contra a demora do governo em duplicar a 381. Um amigo morreu lá.
- Tá certo. Muito bem. E você, gatinha. O que lhe trouxe ao protesto.
- Ah...é que eu gosto muito de festa. Isso aqui tá uma festa, um verdadeiro carnaval.
- Mas você não sabe os motivos dos protestos?
- Sei sim. Por causa da corrupção e por causa da copa do mundo. Brasil! Tumdumdum! Brasil!
- E você, meu amigo. Porque está protestando?
- Eu sou um médico e estou protestando contra nossos baixíssimos salários e pela vinda de médicos de Cuba. Isso é falta de consideração com a medicina brasileira.
- E você?
- Eu estou aqui com a bandeira do meu partido enrolada. Tô querendo me manifestar mas tenho medo de apanhar.
- Melhor não. Mas o que você está achando?
- Eu tô achando excelente. A Dilma tava com 70% de aprovação e o governo achava que tava tudo muito bom. Mas o povo está mostrando que está insatisfeito com muitas coisas.
- Muito obrigado. Vamos entrevistar mais uma pessoa aqui. E você. Está protestando por que?
- Eu? Uai...eu na verdade tô é aproveitando pra matar serviço.
- Mas não é possível? Nenhuma ideologia?
- Você está me chamando de alienado?
- De jeito nenhum. Só tentando passar o clima para os nossos ouvintes.- E você meu amigo? Veio protestar contra o que?
- Eu não vim pra protestar. Eu tenho é ódio de polícia. Vou mostrar pra esses policiais quem é que manda.
- Vamos entrevistar mais uma pessoa. Amigo, porque você está na manifestação?
- Eu sou um anarquista graças ao diabo, pois também odeio a igreja católica. Sou contra qualquer forma de governo.
- E você meu amigo? Porque está protestando?
- Eu sou um anticapitalista e piromaníaco. Minha turma vai atear fogo em algumas empresas multinacionais.
- Vixe. Então você é um vândalo, um baderneiro?
- E você? É um repórter da rede bobo, um representante da mídia capitalista. Ei pessoal. Vamos pegar essa cara...
NESTA HORA, UM MANIFESTANTE FORTÃO INTERCEDE
- Peraí...calma...ninguém vai pegar ninguém não. O cara tem direito de fazer o trabalho dele...
- Puxa...muito obrigado. Foi por pouco...valeu hein?
- Tranquilo. Mas aqui...você está fazendo reportagem aqui no meio da manifestação. Está correndo risco, viu?
- Pois é. Fazer o que né? Eu sou repórter novo e só me botam nessas frias.
- Mas me responda uma coisa. Esse smartphone aí deve ser caro hein?
- E é mesmo. É digital e importado. E eu tive de comprar do meu bolso. Mas me responda uma coisa. Você me parece um sujeito bem informado. Tá aqui pra protestar contra o que?
- Eu não estou aqui para protestar.
- É mesmo? Qual o seu objetivo então?
- Eu estou aqui é pra roubar. Vai passando esse celular top seu ai, seu dinheiro...
- O que é isso...calma...
- Calma nada. Você é da imprensa e já viu que o povo aqui tem ódio de vocês. Se não passar o microfone, vou gritar que você é repórter e esse povo vai te linchar. Agradeça a Deus por eu ter te salvado.
- Calma, sô. Eu já lhe agradeci, Vamos negociar...se você for vender esse smarphone na esquina dos aflitos, vai apurar no máximo uns 300 reais, certo?
- Pode ser...
- Pois é. Topo pagar esse valor.
- Você tá me achando com cara de ladrão bobo? Eu vou levar é essa câmera e o seu dinheiro. E tome aqui o cartão.
- Cartão de que?
- De onde você poderá tentar recuperar seu celular depois.
- Peraí...mas posso pelo menos terminar minha reportagem e depois transmitir a entrevista para o meu email? Preciso entregar lá na rádio...
- Rapidim. Não leve a mal não. Você estava fazendo o seu trabalho e eu o meu.

( Quaisquer semelhanças com a realidade serão puras coincidências...)

quarta-feira, 26 de junho de 2013

381 TOTALMENTE PARALISADA...

Sonhávamos com manifestações capazes de parar a BR 381 e elas vieram. A rodomorte está completamente paralisada e num dia de jogo do Brasil no Mineirão. Estou falando com pessoas que estão na estrada doidas pra chegar aos destinos. Uma delas é o amigo Jovelino, que está tentando se deslocar à nossa amada Alvinópolis. Pois é! Eu acompanho as noticias sobre a Rodovia da Morte há pelo menos uns 12 anos. Já estive em audiências públicas e vários eventos e reuniões sobre o assunto. Uma coisa que eu criticava muito era a falta de mobilizações pela BR. As pessoas não compareciam às manifestações. E agora vejam só: depois da onda de protestos que se alastrou pelo país, estamos tendo quase que 2 manifestações e paralizações por dia. Isso com licitação, perspectiva de início de obras e tudo. O povo que está nos carros a essa altura está P da vida. Seria a tal mobilidade urbana um espécie de cateterismo? As artérias do Brasil estão mesmo entupidas, dona Dilma. 

quinta-feira, 20 de junho de 2013

MOVIMENTOS PRA TODO LADO ( mas podem ler que não é mais do mesmo)

Se os artistas fossem se manifestar...

Já imaginaram uma passeata, um movimento de artistas saindo pelas ruas com suas vozes afinadas, seus instrumentos, suas causas? Seria uma grande serenata, retreta ou sei lá o quê. Imaginem as bandas de música, os corais, que lindo seria.Poderiam se manifestar na frente das rádios e canais de TV, protestando contra a falta de espaço. Poderiam se manifestar defronte às casas de show pelos baixos pagamentos e a opção pelas atrações mais popularescas. Poderiam protestar contra o preconceito, contra a desvalorização da classe por boa parte da sociedade, que vê o artista como marginal, incapaz de gerar renda e algo de proveito. Protestar contra o público, que não se abre ao novo e segue a cartilha do que é imposto pelas mídias de massa.Se não estiver na globo, não existe. Protestar contra as leis de incentivo, cujas verbas são em sua maioria canalizadas para quem já tem dinheiro. Protestar contra as empresas, que também preferem investir em projetos de artistas já famosos e consagrados e não apostam em projetos voltados para os que estão buscando seu lugar ao sol. Protestar contra a insensibilidade das prefeituras, que privilegiam os eventos agropecuários, pra onde canalizam quase toda a verba disponível, deixando as migalhas para distribuir para as outras manifestações culturais. E aí, artistas? Uma manifestação dessas terá quórum? 

Independente dos movimentos, a cultura continua acontecendo...

Os Coletivos

São grupos de artistas que se unem para mover projetos juntos. Tem vários coletivos se formando pelo país e muita gente de talento aproveitando as vitrines. Em Monlevade os coletivos já fizeram um evento conjunto que foi o Grito do Rock. A Carla Lisboa é uma adepta e incentivadora da cena. Tá sempre interagindo e compartilhando informações. Os coletivos podem  ser o futuro da música. Talvez nasça daí uma cultura alternativa, tribalista, diferente odo modelo atual. E por falar nisso, O “Coletivo Canela de Cachorro estará em Alvinópolis no dia 26” com vários artistas.

O Festival de Alvinópolis

A organização está entusiasmada com o movimento. Inscrições chegando de várias partes do país e promessa de muita qualidade. Tomara que pintem novos artistas. E que alguns mais tradicionais também arrisquem a enviar suas músicas.

Festival em João Monlevade

Já conversei com algumas pessoas e vamos tentar fazer. Alguns projetos são assim mesmo. Você primeiro almeja, depois trabalha em cima pra ver  se é possível. Se a cidade quiser, vai ter.

Outros Festivais

Vai ter festival em Ribeirão das Neves, promovido pelo amigo Carlim Credalde, que é artista plástico e tocou comigo no Verde Terra. Vai ter também um festival interessante patrocinado pela empresa Pássaro Verde. 

Projetos que almejamos, mas  recuamos para retomar depois...

Nem sempre conseguimos realizar alguns projetos. O que não significa que eles não serão retomados no momento apropriado. Queríamos fazer o ROCK PIRA, chegamos a iniciar uma divulgação, mas tivemos alguns problemas e preferimos adiar do que realizar de um jeito que não julgávamos apropriado naquele momento. Mas as vezes é como levar o projeto para a oficina, reparar os defeitos e recolocar o projeto em pauta.

Samba de primeira

Estou produzindo um CD que vai dar o que falar: dos meus  amigo Samyr Issa e seu irmão Semer. Eles tiveram uma casa noturna chamada Manhattan em Monlevade. A melhores bandas da época tocaram lá. O Samyr, quer dizer, Dr Samyr  é médico e seu irmão Semer é empresário. Há algum tempo conheci o Samyr, tivemos alguns contatos profissionais, porém não conhecia a fundo o seu trabalho como cantor e compositor. Qualidade surpreendente. Um desses compositores de boa mão que numa encruzilhada da vida, tem de optar por uma profissão mais rentável e segura. Mas isso não lhe tira o talento. Faz  sambas em  todas as vertentes, com boas letras e melodias muito agradáveis. Tá sendo um prazer trabalhar com os caras e tenho certeza que o resultado final será um belo álbum.

Ellus de volta

Um passarinho loiro me contou que o grupo vocal Ellus vai voltar a ativa. Não se sabe exatamente qual será o formato, pois nem todos os componentes estão na ativa, mas a notícia é excelente.  De qualquer maneira, Ronivaldo Magalhães e Trupe saberão retomar a fórmula do Ellus, à base de vocais femininos agradáveis e afinadíssimos , arranjos vocais bem elaborados e músicas especialmente escolhidas. O grupo canta a minha “Do Outro Lado Do Espelho” de um jeito muito especial.

Solo Fértil

Estarei lançando em breve blog e trabalhos realizados em parceria com vários parceiros, músicos e compositores muito inspirados. Em principio, lançarei apenas na internet.

Verde Terra e República dos Anjos

Estamos trabalhando para viabilizar o álbum com as músicas mais representativas do Verde Terra. A produção não é tão ágil quanto gostaríamos, mas uma hora sai. Com relação ao República, estamos refazendo algumas faixas que começamos a experimentar, como Belle Epoque e Dom. E trabalhando em material novo. Em breve teremos novidades.

E as cenas?

Como estão Infocus, Soul do Samba, Dizarm, Umbigo, Le Trolls, The travel, The Mistake, Alvaro e Vinícius, Derramasters, Isa Lelis, AudioFuncho, Cenas da Periferia, Fabrício e Eucimar, Caravan Escarlate, Roseinblack, Esboço, Carolina Albuquerque, Rômulo Rás, Black Roses, Mike Santos, Viúvas Negras, Código Vermelho, Porão 71, Ponto Morto, Tulhio, Juney e Maycon,  Carolina Nóbrega, Tatiane Coura, Luluth, Kalamidade Pública, Black Factory, Hard Case, Marcela D’Morais, Silvanna e a Máquina do Tempo, Wick and Blues, Celso Adolfo, Banda Agá, Livvia Bicalho, Amanda Alves, Heroes in the hell, Plataforma 3, Ronivaldo e José Roberto, Serginho Martinelli, Mark Jr, Concreto, Gordo e os Alones, Código Livre, Mário e Banda, The Flying Hight, Gilvan e Rayan, Márcia Prímola, Ricardo Monlevade, Luiz Bira, Nilton Baiandeira ( in memoriam), Chico Franco,  Kenny e Kerlon, Nathy Gregório, Tupete, Família Rodrigues, In rock, Banda Dirock, Aulus Rodrigues?

Uma frase

“A ARTE É LONGA E A VIDA É BREVE”

Passarão os vereadores, os secretários, os prefeitos, governadores, presidentes, mas a arte sobreviverá. Os Romanos deixaram de  ser os comandantes do mundo, mas o coliseu e as obras de arte estão lá, assim com a arquitetura, que também é outra forma de arte. Tá aí o comunista Niemeyer pra nos provar. Os egípcios antigos nem existem mais, mas as pirâmides estão lá. Assim acontece com a música clássica. Várias gerações após, ela continua viva e atemporal. Por isso, tenhamos a clarividência de abrir os canais para que a arte possa se expressar.  

sábado, 15 de junho de 2013

CALEI DOIS COPOS...


COLUNA NO BOM DIA VIRTUAL  ( de sábado)

Trata-se de minha coluna semanal no "Bom Dia", que hora sai na sexta, hora sai no sábado. Só que no "Bom Dia" está saindo com o título de "A BR 381, MITTAL E OUTROS TRENS". Mas eu tava querendo botar um nome diferente na internet, um nome mais abestalhado...Primeiro saiu a ideia do caleidoscópio, depois fiquei bricando com a palavra que virou não sei por que "caleidoiscopos" e ficou assim. São os famosos "trocadários do carilho. No finalzinho do texto a explicação...

O PALANQUE DA 381

Agora vejam vocês. Do jeito que a questão está posta, parece que a BR 381 tem um pai e seu nome é Alexandre Silveira. O sururu que o Deputado e ex-diretor do DNIT montou pra pressionar pela duplicação não está no gibi. Ele mobilizou a assembléia mineira, levou prefeitos, deputados, levou um número enorme de pessoas para testemunhar a abertura das propostas de licitação, fez marcha em Brasília com direito a faixas e carro de som. Seu rolo compressor atropelou as outras iniciativas coletivas, como o movimento NOVA 381, bancada mineira, etc.

EFEITO PRÁTICO
Eu como reles militante virtual, clamava há muito tempo por uma mobilização em Brasília para sensibilizar o planalto para a situação da rodomorte. Se a manifestação teve algum efeito prático, não sabemos. De qualquer maneira, seria muito negativo se houvesse a licitação e não aparecesse nenhuma empresa interessada. Já pensaram que mídia teriam de mão beijada os partidos de oposição? Devia ter muita gente torcendo para que isso acontecesse.
MAS DEU TUDO CERTO...PELO MENOS ATÉ AGORA.
A abertura das propostas, os lances e definições das empresas vencedoras foi muito rápida e funcionou tudo a contento nos primeiros dias. Os presentes acabaram testemunhando a eficiência do governo desta vez. O site Nova 381 da Fiemg foi muito importante ao compartilhar informações on line, à medida que iam acontecendo. 
LICITAÇÃO NÃO É OBRA
Sabemos que a licitação é apenas uma etapa a ser cumprida. Tomara que a sociedade continue mobilizada. Seria muito interessante que o seminário que vai acontecer na Serra da Piedade fosse transmitido via internet, ou mesmo gravado e depois disponibilizado. Será uma oportunidade muito interessante para que sejam discutidos os principais pontos da duplicação.
SOBRE A MITTAL EM MONLEVADE
Em minha humilde opinião de Alvinopolense Periférico, a notícia do laminador é boa sim. Tudo em se tratando de atividades humanas, tem prós e contras mesmo. Mas com os alarmantes boatos que circulavam, a notícia do laminador não deixou de ser auspiciosa. Com relação aos empregos perdidos e novos empregos gerados, tem de ser levado em consideração o dinheiro que circula a partir da atividade também, afinal, as estatísticas já provam que o setor de serviços é o que mais emprega na cidade. Mas sem dinheiro circulando não há serviços. Com o devido respeito aos pensamentos conflitantes estou no time dos otimistas. No entanto, uma coisa é certa: a sociedade monlevadense precisa pensar em alternativas, em buscar novas empresas, novos caminhos para o desenvolvimento. Ficar refém de uma empresa apenas é um risco e uma irresponsabilidade.
SOBRE A REVITALIZAÇÃO DO CENTRO DE CARNEIRINHOS
Tomara que ocorra mesmo. O centro é um local relativamente novo que parece velho. Passeios cheios de rachaduras e remendos. Asfalto também rachado. Mobilidade comprometida para portadores de necessidades especiais. Feiura e poucos espaços de convivência.. Eu sempre falei que Monlevade é uma cidade shopping. Pois é. O centro pode ser um local aprazível, com belas vitrines e vias confortáveis e pensadas para o bem estar das pessoas. Não deixem de pedir a Elaine Dias, da Fundação Casa de Cultura para dar uma boa olhada no projeto.
SOBRE REVITALIZAÇÃO DO CENTRO ANTIGO
É sabido que a Prefeitura não tem dinheiro para tanta coisa. Para diversos projetos, tem de contar com a parceria da iniciativa privada. No caso do Centro Histórico, o ideal mesmo seria ter a parceria da própria MITTAL. Se a gigantesca MITTAL está encravada lá, embelezar o centro histórico seria embelezar a própria empresa. Mas esse pensamento precisa ser compartilhado. Já que a empresa vai gerar mais 50 milhões de impostos para o município, não seria o caso de empenhar um montante para melhorar, para humanizar o centro antigo?
Ô TREM BÃO!
Fiquei sabendo que o DNIT vai ser dividido em 3 orgãos: um pra cuidar das rodovias, outro pra cuidar das navegações aquáticas e outro para as ferrovias. Pode ser bom. Principalmente se for dada mais ênfase ao transporte ferroviário. Se tivéssemos mais trens, haveria menos caminhões nas brs e quem sabe mais trens de passageiros. Aliás, o trem Vitória-Minas é uma delicia de viajar. Só quem viaja sabe das belezas do trajeto entre BH e João Monlevade.
CALEI DOIS COPOS...
Aquele copo de cerveja olhava pra mim e dizia: -Bebe depressa, ô careca. Eu bebi e ele calou-se. Outro copo cheio de cerveja apareceu e falou: - Bebe depressa e escreve logo esse texto. Bebi rapidinho também. Não é que calei dois copos? E ainda calarei muitos pela vida à fora...


quarta-feira, 12 de junho de 2013

QUINTA FEIRA DECISIVA PARA A 381

Já pensaram a 381 toda desse jeito?

Amanhã, dia 13, as 9 da manhã, teremos a abertura das propostas de licitação da BR 381.
Houve o fatiamento dos trechos a serem licitados e cada trecho será licitado separadamente. As licitações acontecerão de amanhã(13) até o dia 17. 
Pelo que acontecer nessa primeira licitação, teremos uma ideia do que pode ocorrer no caso dos outros trechos a serem licitados. Embora que os trechos tem diferenças em termos de obras e intervenções, o que pode fazer com que haja  interesse maior ou menor por parte das construtoras. 

VÁRIAS ENTIDADES E ASSOCIAÇÕES PRESENTES

Há quem considere oportunismo. E em alguma medida realmente é. Por outro lado, serão importantes as presenças desses grupos pró-381 para testemunhar não apenas a abertura das propostas, como monitorar todo o processo. Tomara que consigam seu intento. 

BANCADA MINEIRA 

A Bancada mineira já fez várias reuniões e vem se reunindo seguidamente para discutir a questão, tanto com o ex ministro Paulo Passos, como agora junto ao atual  César Borges. Há pouco tempo, a bancada promoveu  evento em Nova União, com a presença de diversos deputados federais e estaduais, uma espécie de prestação de contas do que haviam feito até agora.  Provavelmente se farão representar nessa quinta feira D. 

NOVA 381

Grupo liderado pela FIEMG que também tem se mobilizado pela Duplicação da 381. O grupo tem realizado diversas reuniões principalmente para os lados de Ipatinga, Governador Valadares, Caratinga. A FIEMG também criou um site muito bacana onde difunde as ações do grupo e mantém o público informado. O único porém é que tentei contato com o grupo e não me deram a menor bola.

MARCHA PELA VIDA

Movimento liderado pelo Deputado Federal Silveira, que foi diretor do DNIT e chama pra si os méritos pelo projeto executivo que será colocado em prática, no caso das obras começarem mesmo em agosto. 

COMISSÃO DE TRANSPORTES - DA ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA DE MINAS

A Comissão de Transporte, Comunicação e Obras Públicas da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) também vai acompanhar a sessão pública do Ministério dos Transportes. Será pressão por todos os lados.

SEMINÁRIO SOBRE A BR 381 - NA SERRA DA PIEDADE

O Programa Vivendo a Estrada Real (VER) e a FIEMG Regional Vale do Aço vão promover o seminário Nova BR-381 e Estrada Real - Consolidando o destino ‘Entre Serras: da Piedade ao Caraça’. O encontro será realizado no dia 19 de junho. Acho super válido esse seminário, estrategicamente dois dias depois da data final das licitações. Com todos os detalhes, todas as informações, será interessante discutir os próximos passos, consequências, antecipar cenários e até articular essas redes  para melhores resultados.

A MILITÂNCIA ANTIGA

Tem uma turma que vem defendendo a causa da BR 381 há muitos anos. Esses podem estar no limiar de ver acontecendo aquilo que eles sonham há anos. A gente é que não se dá conta, mas muitos movimentos foram feitos. Pode ser que finalmente essa obra importantíssima realmente aconteça. 

A MILITÂNCIA VIRTUAL

Também importante. Existem aqueles que não tem poder institucional, mas que militam na rede, que difundem ideias e sentimentos. Essas pequenas atitudes criam uma rede fantástica , que acaba permeando toda a sociedade. 

O FIM DO DNIT

Existem rumores de que o DNIT vai acabar. Parece que o governo pretende criar departamentos diferentes para cuidar de cada tipo de transporte. Assim, haverá um departamento para rodovias, um para as ferrovias e outro para o transporte fluvial. Se for pra haver mais foco nas ferrovias, será muito bom. Ajudaria a livrar as rodovias dos caminhões carregados de cargas.

MONOTEMÁTICOS...MAS...

O Deputado Bernardo Santana me falou que agora temos de ser monotemáticos e ele tem razão. Mas humildemente, coloquei algumas ideias para serem discutidas em algum momento. Essas ideias estão no www.viva381.blogspot.com. Lá tem informações interessantes e principalmente ideias para diminuir o número de acidentes. Se você tiver alguma ideia interessante a passar, mande mim. Tem ainda o facebook onde podemos interagir pelo IDEIAS PRÓ 381. 

OS PINÓQUIOS DA 381

O ex ministro Paulo Passos e o Governador Anastasia  ganharam o troféu pinóquio, um reluzente um nariz de pau ( ou seria nariz de asfalto) pelas promessas gravadas e difundidas, quando chegaram até a fixar datas. Agora o Ministro César Borges repete o mesmo gesto. Prometeu a duplicação ainda pra agosto desse ano. Grande chance de ganhar o nariz de pau. 

quinta-feira, 6 de junho de 2013

ENTREVISTA COM SUE ÁVILA - NOVA VOCALISTA DA PLEIADES


O blog e coluna CENÁRIOS, entrevistou a cantora “Sue Ávila”, nova vocalista do Pleiades, banda que vai tocar no próximo encontro dos motociclistas em João Monlevade. A novidade é que a cantora nasceu em João Monlevade, passou um tempinho em Bela Vista, morou um tempo no exterior, retornou ao Brasil, onde se fixou em Belo Horizonte. Mas vamos à entrevista...

Marcos Martino - Você nasceu em Monlevade, não é? Como foi a sua vida na cidade?

Sue Ávila -  Na verdade eu só nasci em João Monlevade, rs. Mas não cheguei a morar, passei as primeiras semanas na casa dos meus avós na cidade vizinha, Bela Vista de Minas. 

Marcos Martino - Há quanto tempo mora em Belo Horizonte? 

Sue Ávila -Tem uns 15 anos... Quando tinha quatro anos de idade, meu pai foi morar no México a trabalho e a família o acompanhou nessa aventura por três anos. 

Marcos Martino -Já participou de alguma banda antes ou de algum trabalho musical?

Sue Ávila - Já tive alguns projetos de rock n roll, claro, rs. Projetos que me deram bagagem para assumir este posto. Mas nada comparável com o desafio que é estar no Pleiades.

Marcos Martino - Quais são as suas influências musicais? O que você gosta de ouvir?

Sue Ávila - Uma banda que sempre tomei como um grande exemplo é o Kiss ! Não considero a melhor banda, musicalmente falando, mas foi a banda que ascendeu minha paixão pelo rock. Sempre fiquei maravilhada assistindo aos DVD's e discos, com musicas de personalidade que só o Kiss sabe fazer, rs. Mas gosto de ouvir musicas de qualidade, vario de Anthrax ao Chico Buarque. 

Marcos Martino -Como foi a sua aproximação com o PLEIADES?

Sue Ávila -Eles viram uma menina doidinha “berrando” no interior de Minas e foram checar o que era, hahaha !! Na verdade, eu tocava em outra banda e dividimos palco no encontro de motociclistas de Bela Vista de Minas há uns dez meses. Creio que eu deva ter passado uma boa impressão, apesar de não ter tido nenhum contato pessoalmente depois. Mas antes disto já tinha ido a alguns shows da banda e adorava a energia que os músicos passavam no palco. Isto inclusive serviu de motivação para eu continuar com meu desejo ser uma vocalista rock.

Marcos Martino -Você também compõe ou toca algum instrumento?

Sue Ávila - Ainda estou estudando canto e vou te contar, não e nada fácil! rsrsrs. Depois pretendo pegar outro instrumento para aprender. Mas também componho, sempre gostei de escrever, espero que gostem das coisas novas que vem por ai! 

Marcos Martino - Quais são seus diferenciais como cantora? Sua voz tende mais para agudo ou para o grave?

Sue Ávila - Cada cantor tem seu timbre. Tenho uma voz potente e costumo caprichar nos drives. Minha voz é bem tendenciosa para o grave, isso é um diferencial entre os vocais femininos, acredito. 

Marcos Martino - Como você analisa o atual momento do rock?

Sua Ávila - O momento do rock n roll, não só do rock, mas de todos os estilos, está cada vez mais comercial. Se você tem um visual comercial, independentemente da qualidade musical, é mais fácil você consegue oportunidades. É triste ver a arte se perdendo no consumismo. 

Marcos Martino - Como está encarando a responsabilidade de substituir uma vocalista tão boa como a Cynthia Mara? 

Sue Ávila - É uma responsa grande, sem dúvidas! Eu que sempre tomava a Cynthia como referência me peguei tendo que continuar o bom trabalho que ela fez durante todos estes anos. Mas caí de cabeça e coração!! Eu amo o que faço e darei o meu melhor para substituí-la a altura e também para somar minha personalidade ao Pleiades! 

Marcos Martino - Quais os planos para o futuro próximo? Novas músicas? Show novo?

Sue Ávila - Tem trabalho novo no forno!!! E em breve estaremos prontos para as gravações... Proposta será apostar no rock n roll brasuca. Letras em português mas sem perder a pegada e a energia características do Pleiades. 

Marcos Martino -Você tem fama de ser uma cantora muito louca no palco. O que é que lhe acontece? Baixa alguma coisa?

Sue Ávila - Pomba gira, hahahaha !!!! Bom, se louca for uma colocação pra expressar uma presença de palco cheia de energia, sim, pode apostar! O Pleiades tem um som elétrico e explosivo! A parte boa do rock n roll é poder extravasar e agitar com a galera.  

Marcos Martino - Vocês vão tocar no Encontro dos Motociclistas, que é um acontecimento muito esperado em Monlevade. O que o público rockeiro pode esperar?

Sue Ávila -Tomem uma água, um fôlego, porque quando o Pleiades entrar não vamos deixar ninguém ficar parado!!!! 

Marcos Martino -Pra terminar, com qual palavra você definiria a SUE ÁVILA?

Sue Ávila - Dedicação! A Sue Ávila só está onde está hoje pelo compromisso e dedicação que teve. E só chegará ao objetivo que tem, junto à banda, pelos mesmos fatores.