terça-feira, 5 de novembro de 2013

QUEBRANDO TABUS

Das que assisti até hoje, foi a melhor partida que vi o Cruzeiro jogar contra o Santos na Vila Belmiro. Quem acompanha o Cruzeiro há muito tempo sabe disso. O Santos sabe jogar naquele estádio e dificilmente é batido em seu estádio. Lembro-me de uma partida terrível em que o Santos ganhou do Cruzeiro por 5x0 e o goleiro Luiz Antônio pediu ao time Santista para parar de fazer gols. Mas o time ontem jogou o fino da bola. O toque de bola do Cruzeiro em alguns momentos chega a encantar. Não é atoa que toda a crônica especializada está babando no time azul. O Santos até começou parecendo que iria dar alguma pressão. Mas a partir dos 10 minutos, parecia que o Cruzeiro estava jogando em seus domínios. Aliás, é bom que se diga, campeão que se preza ganha dentro e fora. Acho curioso que alguns atleticanos insistem em dizer que esse time do Cruzeiro é medíocre e que não vai marcar. Não sei não. O time está prestes a bater records que podem ficar por muito tempo. Alguém se lembra de um saldo de gols tão expressivo? E do número de vitórias e pontos? E a diferença de pontos para o segundo colocado? Já está na hora de reconhecerem o valor desse time. Falando sobre as atuações. Fábio voltou a aparecer na hora certa, fazendo uma defesa incrível quando já estava 1x0. Foi só, num jogo em que só deu Cruzeiro ( aliás, escrevi no face que as melhores defesas também deveriam passar, junto com os gols da rodada. São tão importantes quanto). Ceará jogou seu arroz com feijão. Entende-se bem com o Everton Ribeiro. Dedé jogou mais uma excelente partida. Leo desta vez também foi perfeito, jogando com seriedade. Egídio finalmente jogou uma partida convincente. Ele e o Dagol fizeram tabelinhas infernais pela esquerda. Parece que ele joga melhor com o Dagol em campo. Nilton jogou uma partida muito boa, utilizando o vigor físico e tomando bolas seguidas do Montillo. Lucas Silva pra mim é o jogador mais surpreendente. Tem dado passes muito precisos e se revelando um excelente tomador de bolas. Everton Ribeiro fez mais um gol mágico. Ainda não ouso chamá-lo de craque, mas tem lampejos. A diferença do craque é que na hora que as coisas estão difíceis, ela pega a bola e resolve sozinho. Foi o que ele fez. Pegou, fez fila e mandou no canto esquerdo do Aranha, cuja teia não consegui pegar a bola. Ricardo Goulart, embora tenha errado um gol feito, apresentou-se para as tabelas e jogou com inteligência. Dagoberto jogou muita bola. Ele dá passes perfeitos, tabela com inteligência, chuta bem, pra mim um jogador muito diferenciado. Gosto muito também do Willian, que é um atacante muito esperto, bom pra cavar faltas e penaltis (rs), mas o Dagol é mais jogador que ele. Mas o Willian pode ser uma arma muito importante...e tem sido. Borges jogou mais uma partida ruim. Mas não tem problema. Quando um joga mal, os outros compensam. Julio Baptista entrou muito bem no jogo. Deu passes inteligentes, jogou com mais destreza. Tinga entrou também. É muito querido no grupo, mas o futebol não é lá essas coisas. E entrou também o Elber, que a torcida adora e que criou alguns lances de perigo. Foi um jogo lindo e nos aproximou ainda mais do título. Eu diria que estamos com as duas mãos na taça, só faltando o dedinho mindinho para botar a mão e levantar o brasileirão 2013. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário