quinta-feira, 28 de novembro de 2013

ANTÍLOPE PATRIARCAL

Essa expressão foi dita durante uma discussão na República dos Alvinopolenses ( República dos Anjos), que ficava na Av. Pedro II, 533/Ap 11 em Belo Horizonte. Um “anjo” da república, após  vários impropérios trocados com o colega, olhou bem na cara do outro e mandou essa: - quer saber? Você pra mim é um antílope patriarcal. Caramba! Eu nunca havia ouvido um xingamento tão forte. Ficou um clima pesado no ar. Fiquei com aquilo na cabeça. Imagino que meu amigo Marcelo Xuxa também. Mas passaram-se os anos e nunca mais ouvi a expressão. Pois hoje li um comentário tão patético, tão imbecíl, idiota, tão conservador, tão careta, tão medonhamente preconceituoso, que o Antílope Patriarcal me voltou à cabeça. Um sujeito tão reaça só pode ser um antílope patriarcal.  Recorrendo ao Wikkipedia, que muitos dizem não ter credibilidade alguma( mas que adoro), vejo lá que antílopes são mamíferos bovídeos,  animais fortes, garbosos, velozes, que tem chifres poderosos. A palavra patriarcal nem preciso recorrer ao dicionário pra saber que diz respeito a tudo que provém do poder autoritário masculino, protetor, mantenedor. Isso quer dizer duas coisas: que a pessoa que proferiu é tão bem dotada intelectualmente que formulou uma expressão profunda e indecifrável para nós anjos mortais. Ou...falou duas palavras que ficaram em sua cabeça nas aulas de ciência e história que acabara de assistir. Mas ainda assim acho o nome pesado. Se alguém te chama de antílope patriarcal, durante uma discussão, a tendência é uma reação de dizer. Antílope Patriarcal é a sua mãe. Ainda bem que nunca me chamaram disso. Eu ia ficar muito macambuzo. Até um pouco taciturno. Iria ficar meditabundo por um bom tempo. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário