sábado, 15 de junho de 2013

CALEI DOIS COPOS...


COLUNA NO BOM DIA VIRTUAL  ( de sábado)

Trata-se de minha coluna semanal no "Bom Dia", que hora sai na sexta, hora sai no sábado. Só que no "Bom Dia" está saindo com o título de "A BR 381, MITTAL E OUTROS TRENS". Mas eu tava querendo botar um nome diferente na internet, um nome mais abestalhado...Primeiro saiu a ideia do caleidoscópio, depois fiquei bricando com a palavra que virou não sei por que "caleidoiscopos" e ficou assim. São os famosos "trocadários do carilho. No finalzinho do texto a explicação...

O PALANQUE DA 381

Agora vejam vocês. Do jeito que a questão está posta, parece que a BR 381 tem um pai e seu nome é Alexandre Silveira. O sururu que o Deputado e ex-diretor do DNIT montou pra pressionar pela duplicação não está no gibi. Ele mobilizou a assembléia mineira, levou prefeitos, deputados, levou um número enorme de pessoas para testemunhar a abertura das propostas de licitação, fez marcha em Brasília com direito a faixas e carro de som. Seu rolo compressor atropelou as outras iniciativas coletivas, como o movimento NOVA 381, bancada mineira, etc.

EFEITO PRÁTICO
Eu como reles militante virtual, clamava há muito tempo por uma mobilização em Brasília para sensibilizar o planalto para a situação da rodomorte. Se a manifestação teve algum efeito prático, não sabemos. De qualquer maneira, seria muito negativo se houvesse a licitação e não aparecesse nenhuma empresa interessada. Já pensaram que mídia teriam de mão beijada os partidos de oposição? Devia ter muita gente torcendo para que isso acontecesse.
MAS DEU TUDO CERTO...PELO MENOS ATÉ AGORA.
A abertura das propostas, os lances e definições das empresas vencedoras foi muito rápida e funcionou tudo a contento nos primeiros dias. Os presentes acabaram testemunhando a eficiência do governo desta vez. O site Nova 381 da Fiemg foi muito importante ao compartilhar informações on line, à medida que iam acontecendo. 
LICITAÇÃO NÃO É OBRA
Sabemos que a licitação é apenas uma etapa a ser cumprida. Tomara que a sociedade continue mobilizada. Seria muito interessante que o seminário que vai acontecer na Serra da Piedade fosse transmitido via internet, ou mesmo gravado e depois disponibilizado. Será uma oportunidade muito interessante para que sejam discutidos os principais pontos da duplicação.
SOBRE A MITTAL EM MONLEVADE
Em minha humilde opinião de Alvinopolense Periférico, a notícia do laminador é boa sim. Tudo em se tratando de atividades humanas, tem prós e contras mesmo. Mas com os alarmantes boatos que circulavam, a notícia do laminador não deixou de ser auspiciosa. Com relação aos empregos perdidos e novos empregos gerados, tem de ser levado em consideração o dinheiro que circula a partir da atividade também, afinal, as estatísticas já provam que o setor de serviços é o que mais emprega na cidade. Mas sem dinheiro circulando não há serviços. Com o devido respeito aos pensamentos conflitantes estou no time dos otimistas. No entanto, uma coisa é certa: a sociedade monlevadense precisa pensar em alternativas, em buscar novas empresas, novos caminhos para o desenvolvimento. Ficar refém de uma empresa apenas é um risco e uma irresponsabilidade.
SOBRE A REVITALIZAÇÃO DO CENTRO DE CARNEIRINHOS
Tomara que ocorra mesmo. O centro é um local relativamente novo que parece velho. Passeios cheios de rachaduras e remendos. Asfalto também rachado. Mobilidade comprometida para portadores de necessidades especiais. Feiura e poucos espaços de convivência.. Eu sempre falei que Monlevade é uma cidade shopping. Pois é. O centro pode ser um local aprazível, com belas vitrines e vias confortáveis e pensadas para o bem estar das pessoas. Não deixem de pedir a Elaine Dias, da Fundação Casa de Cultura para dar uma boa olhada no projeto.
SOBRE REVITALIZAÇÃO DO CENTRO ANTIGO
É sabido que a Prefeitura não tem dinheiro para tanta coisa. Para diversos projetos, tem de contar com a parceria da iniciativa privada. No caso do Centro Histórico, o ideal mesmo seria ter a parceria da própria MITTAL. Se a gigantesca MITTAL está encravada lá, embelezar o centro histórico seria embelezar a própria empresa. Mas esse pensamento precisa ser compartilhado. Já que a empresa vai gerar mais 50 milhões de impostos para o município, não seria o caso de empenhar um montante para melhorar, para humanizar o centro antigo?
Ô TREM BÃO!
Fiquei sabendo que o DNIT vai ser dividido em 3 orgãos: um pra cuidar das rodovias, outro pra cuidar das navegações aquáticas e outro para as ferrovias. Pode ser bom. Principalmente se for dada mais ênfase ao transporte ferroviário. Se tivéssemos mais trens, haveria menos caminhões nas brs e quem sabe mais trens de passageiros. Aliás, o trem Vitória-Minas é uma delicia de viajar. Só quem viaja sabe das belezas do trajeto entre BH e João Monlevade.
CALEI DOIS COPOS...
Aquele copo de cerveja olhava pra mim e dizia: -Bebe depressa, ô careca. Eu bebi e ele calou-se. Outro copo cheio de cerveja apareceu e falou: - Bebe depressa e escreve logo esse texto. Bebi rapidinho também. Não é que calei dois copos? E ainda calarei muitos pela vida à fora...


Nenhum comentário:

Postar um comentário