sábado, 4 de maio de 2013

A CULTURA EM MONLEVADE VAI BEM

Carla Lisboa, Aggeu Marques e Elaine Dias
Em minha coluna no Jornal Bom dia e até mesmo aqui no Cenários, na postagem Giro Cultural, escrevi sobre vários assuntos e entre eles, a cultura em Monlevade. Uma das coisas que citei foi sobre a placa de inauguração da Casa de Cultura, que segundo me haviam informado, havia sido retirada do lugar. Ontem, Carla Lisboa me informou que a placa foi retirada por causa da reforma, pois as paredes externas também foram pintadas e durante o tempo em que ela ficou "fora do lugar". foi deixada em uma sala, mas que já foi recolocada no lugar. Agradeço a Carla pela consideração e em nenhum momento duvidei da coerência nem dela nem da Elaine Dias. Mas a política partidária costuma atropelar as memórias em nome da afirmação da política vigente. Já vi casos de prefeitos que mandaram queimar fotos e arquivos dos prefeitos anteriores, que mudaram nomes de prédios públicos, já vi de tudo. Então, não me surpreenderia se isso foi feito. Mas não foi. Devo fazer justiça e dizer que nem tanto mérito tive na questão da transferência da sede da Fundação para o Bairro Lucília. Esse mérito pertence ao ex-prefeito Gustavo Prandini que restituiu o edifício à municipalidade. Nem vou entrar na polêmica da destinação anterior do edifício. Já houve uma reforma na época da transferência para a nova sede e agora aconteceu essa nova reforma que ficou sensacional( ainda não fui conhecer pessoalmente, mas pretendo). Fico com uma pontinha de orgulho por ter meu nome na placa, logo eu, um Alvinopolense, um "da roça" como já fui chamado em algumas ocasiões em João Monlevade. Penso que até fizemos um bom trabalho ali. Eu, particularmente, tive a oportunidade de conhecer a força da arte e cultura produzida na cidade. Na medida do possível, tentamos jogar a cena pra cima e muitos brilharam intensamente. Penso que este será o grande desafio da equipe nos próximos meses : criar vitrines para a cena, fomentá-la e difundi-la. Mas vejo da seguinte forma. O que vai bem tem de ser elogiado. Se tem uma coisa que me parece bem encaminhada em Monlevade é a cultura. A escolha de Elaine Dias para diretora da Fundação Casa de Cultura me parece um dos maiores acertos da nova administração. Ela é uma dessas pessoas com vontade de ferro, que quando põe uma coisa na cabeça, faz acontecer. A reforma feita na Casa de Cultura criou um dos espaços mais bonitos de João Monlevade. Aliás, a beleza parece permear tudo na vida dessa monlevadense. Eu até falei em minha coluna no Bom Dia. Se eu fosse o atual prefeito, me aconselharia com ela para um projeto visando tornar Monlevade mais bonita e amada. Mas devo falar também da colaboradora Carla Lisboa. Carla é uma dessas pessoas que emana calma e tranquilidade, que respira cultura, que difunde tudo que diz respeito a arte, interage com todos os grupos, que procura se relacionar bem com todos. Durante minha fase em João Monlevade, tive oportunidade de trabalhar bastante com ela e tive a oportunidade de usufruir da sua competência e  amizade. E independente das naturais barreiras políticas, tenho certeza que continuaremos interagindo sempre que possível, pois temos em comum a bandeira da cultura. E tem mais uma coisa importante. Diante do que escrevi sobre a placa, ela poderia simplesmente não fazer nada e alimentar a raiva, o ódio, a desavença, mas fez exatamente o contrário. Preferiu comunicar-se e confirmar a boa impressão que sempre me passou e que pelo visto, continuará passando. As mulheres tem o poder. Sorte pra elas. E viva a cultura monlevadense!

Nenhum comentário:

Postar um comentário