segunda-feira, 25 de março de 2013

APONTAMENTOS SOBRE O ATO PÚBLICO DA BR 381


O MAIS IMPORTANTE

Segundo o DNIT, o edital sai mesmo no dia 28, independente de troca de ministro. Pelas informações do Diretor José Maria da Cunha, após lançado o edital, serão mais ou menos 30 dias de prazo para que as construtoras(empreiteiras) possam fazer suas propostas. Ao final do prazo serão abertos os envelopes e anunciados os vencedores. Depois desse prazo serão mais 30 dias de prazo para interposição de recursos. Depois, caso ninguém conteste, serão assinados os contratos e as obras poderão ser iniciadas. Calculando: se a abertura será no dia 28 de março e a assinatura dos contratos se dará 60 dias depois, isso acontecerá em meados do dia 28 de maio...ou seja, hipoteticamente, as obras poderão iniciar-se no inicio de junho...mas...

ESPECULAÇÕES

Há alguns dias atrás, num debate no facebook, um internauta afirmou com toda certeza que a obra só começaria em agosto quando a campanha eleitoral seria colocada na rua. Bom, se tudo der certo e os contratos forem assinados no inicio de junho, possivelmente as empresas vencedoras vão pedir um tempo para planejar, contratar e colocar as máquinas na pista. Isso pode fazer com que a profecia do rapaz do facebook se concretize e as obras realmente se iniciem em agosto. Coincidência ou planejamento político? Façam suas apostas!

ALGUMAS COISAS INTERESSANTES QUE ACONTECERAM

. Uma frase do diretor do DNIT: a 381 é a maior obra do DNIT em todo o país. A duplicação vai exigir muita paciência dos usuários ( mais ????????????).
. Nos últimos dias, a mídia havia noticiado que haveria uma troca de ministro nos transportes, inclusive com a possibilidade do escolhido ser o deputado mineiro Bernardo Santana. Só que depois saíram outras notícias dando conta de que a Dilma não pretendia promover mudanças. Mas conversei com outro deputado da bancada mineira presente e ele me confidenciou que a possibilidade da troca de ministro ainda era forte e que infelizmente o atual ministro estava deixando a desejar. Perguntei se o nome seria o do Bernardo e ele desconversou. 
. Manifestante de Itabira estava bastante revoltado. No momento em que o atual prefeito de Itabira e presidente da AMEPI Fernando Rôlla foi fazer seu pronunciamento, o manifestante começou a gritar enfurecido, deixando Fernando Rôlla desconcertado.
. Os deputados devem ter se arrependido de chamar ao palco uma manifestante de Caeté chamada Yone,  do movimento BR381.org. Ela pegou o microfone e cobrou severamente dos deputados, dizendo que a cidade de Caeté não aguenta mais enterrar seus filhos, que ela mesmo havia perdido vários parentes na rodovia e que com todo respeito, se houvesse qualquer atraso desta vez, o povo é que iria paralisar a rodovia por vários dias.
. A fala da Yone me tocou, mas sinceramente, vejo pouca disposição das pessoas em saírem de suas zonas de conforto para participarem de passeatas ou manifestações públicas. Todas as vezes em que foram feitas manifestações e o povo foi convocado, poucos compareceram. O engajamento virtual acontece e é importante. Mas a presença física anda rareando.
. Havia políticos de Itabira, João Monlevade, de São Domingos do Prata, Caeté, Nova União, Santa Bárbara, Barão de Cocais, Bom Jesus do Amparo. Presentes também as mídias principalmente de João Monlevade, Itabira e Santa Bárbara, além do pessoal da AMM(associação mineira de municípios).
. Já falei disso antes e repito. Há uma grande desconexão entre as associações que trabalham pela 381. É cada um por si e não existe nenhum diálogo.
. O povo não fez falta. Muito pelo contrário. Foi um evento dos políticos para os políticos. Avaliações mais simplistas podem concluir que tratou-se apenas de um palanque . Mas foi um pouco mais que isso. Mais à frente as pessoas entenderão...ou não! 

PERIGOS À VISTA

. Embora o DNIT tenha configurado um edital já sabendo dos  recursos na última licitação cancelada, embora a modalidade de licitação dessa vez seja mais inteligente, ainda assim pode ser que alguma empresa se sinta prejudicada e interponha recursos. Tomara que não aconteça, mas pode acontecer.
. A previsão é de que as obras comecem por Belo Horizonte , descendo até João Monlevade e depois seguindo até Governador Valadares. Mas não temos maiores notícias sobre as desapropriações na saída de Belo Horizonte e nas cidades de Santa Luzia e Sabará. E não podemos esquecer que desapropriações são  custosas e  costumam demandar brigas judiciais, recursos e alongamentos de prazos. Mas como estamos entrando no período eleitoral, costuma também das coisas andarem mais rápido em função das agendas políticas.
. Embora muitos sejam avessos aos politicos, precisaremos contar com a pressão constante da bancada mineira para não deixar que esses possíveis problemas entravem a duplicação. Nesta hora, o que importa é que a duplicação saia e que se inicie o mais rápido possível. Cada dia de atraso pode significar uma morte...e pode ser a minha, a sua, a de qualquer um de nós ou das nossas famílias.
. Pra finalizar, uma frase: o objetivo deveria ser salvar vidas e não votos. Pronto, falei! Mas vamos que vamos...

Nenhum comentário:

Postar um comentário