quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

SARANDI X ATLÉTICO


O estádio deles é horrível. Parece estádio do interior de Minas, tipo Mamudão. O Placar eletrônico da transmissão foi feioso, parecendo coisa de segunda, terceira divisão. O time também não é um River, um Boca, um River, um Independiente, um Racing, um Estudiantes, um Velez. É um Sarandi. A Libertadores tem essa coisa. Do Brasil, já se classificaram Payssandu, Goiás, Crisciuma e São Caetano. O gramado parece um tapete. Isso favoreceu o bom futebol do Atlético. O time tá de um jeito que já dá até pra nós cruzeirenses decorarmos a escalação(isso é grave).Ainda há desesperança, mas eles formaram um grande time. Goleiro seguro que salva na hora que precisa. Dois zagueiros que são sempre maiores que os atacantes adversários. Só uma coisa: são bons no alto mas não no chão. O lateral direito pra mim é ótimo e o esquerdo também não compromete. Donizete e Pierre são dois Pitbulls na entrada da área. Não deixam os atacantes chegarem com a bola dominada na velocidade, pois aí os beques tem dificuldades. Na frente do time tem o Ronaldinho que pega a bola e sempre faz algo diferente. Como o lançamento para o primeiro gol. Coisa de cinema. A eficiência do Bernard também está crescente. Conclui de primeira e com precisão. Jô tem sido muito insinuante, deixando seus gols e se entendendo bem com os companheiros. Tardeli começa a justificar o alto investimento, também jogando um excelente futebol. Sobre o time do Sarandi, nada a destacar. Um time que perde de 5 em casa não dá pra salvar nada. A torcida do Atlético cantou o hino do time com muita força. Quem foi, garanto que está mui contento. A torcida atleticana tem mais é de aproveitar o excelente momento. Libertadores tem esses times mais frágeis, que o time já vai metendo 4, 5 sem tanto esforço e é sempre bom golear. Mais à frente é que a pressão aumenta. Dos times que vi jogar até agora, gostei do Grêmio contra o Fluminense e do Atlético contra o São Paulo e agora contra o Sarandi. O futebol do Fluminense anda meio preguiçoso. O Coríntians, resta saber se engrenará (um time sempre difícil de ser batido). Da Argentina, tem o Boca, pela tradição. Não sabemos como estão os times paraguaios e uruguaios. Pensei que os Mexicanos chegariam para faturar títulos, mas até agora, nada. Vamos aguardar os próximos jogos e continuar torcer contra. Mas temos de admitir: eles estão jogando muito.

Nenhum comentário:

Postar um comentário