segunda-feira, 4 de fevereiro de 2013

PRIMEIRO CLÁSSICO: ARROGÂNCIA E CASTIGO

A torcida preto e branca cantava vitória antes da hora, tentava humilhar os cruzeirenses, seja no face, seja no twitter...e a torcida do cruzeiro  calada, comequieta, uma característica cruzeirense. Com diz um velho ditado, não se ganha jogo de véspera. Ainda mais clássico. A torcida do Atlético, tanto fala mal do mineirão, que admite publicamente que é o campo do Cruzeiro, enquanto o Independência elegeu como o caldeirão do galo( embora na realidade, seja do América, que inclusive tem sua logomarca estampada gigantesca do lado de fora do estádio). Mas falando do jogo, foi bom pra China Azul sentir que este ano tem elenco para almejar títulos e principalmente, para brindar a torcida com um belo futebol. O que pudemos ver foram alguns jogadores que prometem reeditar o toque de bola, o futebol refinado com que a torcida está acostumada. Comentando jogador por jogador. Fábio não fez nenhuma defesa difícil ( prova de que o cruzeiro realmente jogou melhor). Confesso que esperava mais do Ceará. Achei ele um pouco travado no jogo. Bruno foi muito bem. Caveirão também foi bem. Achei engraçada foi a voz dele nas entrevista. Me lembrou o Anderson Silva. O cara tem aquela cara de mal e uma voz fininha. O lateral Egídio, embora tímido, cumpriu bem a determinação tática de não deixar o Marcos Rocha lançar. O guerreiro não deixou o R49 pensar. Chegou junto em todas. Foi expulso, embora o R49, por várias jogadas desleais tenha merecido a expulsão antes. Nilton pra mim foi o melhor em campo. Além de jogar firme, vai muito bem no apoio ao ataque. Ricardo Goulart mostrou visão de jogo, sabe tocar a bola, só as vezes me pareceu meio pesado. Everton esteve sumidaço no jogo. Logo ele que vinha sendo tão participativo. Talvez não tenha encontrado seu lugar. Foi substituído com justiça. Everton Ribeiro jogou muito, vai pra cima, toca a bola muito bem. É menos "estrela" que o Montillo, porém tem um jogo mais coletivo. Joga e põe o time pra jogar. Anselmo Ramon foi muito bem no jogo. Ele sempre regula contra o Atlético. Deus queira que mantenha a regularidade, pois costuma arrebentar numa partida e dormir nas outras. Acho que o fato do WP ter ido embora vai fazer muito bem pra ele. É a síndrome da maçã podre que acabou. O Alisson entrou muito bem no jogo, mostrou coragem e determinação. Quase fez um gol de placa. E o Dagoberto fez o que se esperava dele. É um jogador rápido e muito inteligente. Além de tudo é realista. Não cai no oba-oba. Aliás, tem de ser assim mesmo. Vamos deixar o oba-oba pra torcida adversária. Nós gostamos de comemorar títulos e eles comemoram pequenas vitórias e se contentam com vices. E olha que ainda temos vários caras bons que vão lutar por espaços no time, como o Ananias que está chegando, como o Luan que é um atacante muito raçudo, como o Borges que é um dos caras mais oportunistas que conheço, como o Vinícius Araújo, que por pouco não foi pro jogo, como o Uelínton, Martinuccio, quer dizer, o ano promete. Se vamos ganhar títulos? Só o tempo para dizer. Como eu frisei, somos uma torcida realista. Nosso time está bem, mas os times brasileiros no geral se reforçaram. Mas pelo menos agora, temos um time que vai nos motivar a ir a campo e que até me motivou a voltar a escrever sobre futebol em meu blog. Mas deixa eu falar sobre o time do Atlético também. O Goleiro Vitor foi muito bem. É um goleiraço. Não fosse ele, seria uma goleada. Mas como comentou o meu amigo Dindão no face, se goleasse, iriam dizer que foi resultado arranjado. O lateral Marcos Rocha foi muito bem também, afinal fez aquele golaço a nosso favor. As torres gemeas ficaram lá, só dando chutões pra cima. Leo Silva mereceu expulsão. Aquele soco no Anselmo Ramon foi pra todo mundo ver. O lateral esquerdo, pouco fez. Os dois volantes Donizete e Pierre só sabem dar porrada e chutões. R49 foi bem marcado e vamos combinar: não tava nem aí pro jogo. Só pensando na seleção. Jô não jogou nada. Araújo foi o único que se esforçou. Bernard também não rendeu nada. Muito dependente de boa atuação de R49. Os que entraram, Gilberto Silva é ex-jogador em atividade e o Serginho é ruim de doer. Quais lições a tirar do clássico? A primeira é que o Cruzeiro tem um time promissor mas não pode deixar a vitória subir a cabeça. A segunda é que o Atlético joga mais do que jogou, mas talvez tenha tido o seu melhor momento no ano passado e já esteja se desgastando.Não tem um time tão bom como imaginava. Libertadores é muito mais pegada e tem times muitos bons pela frente, com o próprio São Paulo, o Coríntians, Fluminense, isso falando em termos do Brasil.Fora os Argentinos, que sempre dão muito trabalho. De qualquer maneira, foi bom pra baixar a crista dos atleticanos. E o mineirão, teve problemas pra caramba, mas vai corrigir aos poucos as deficiências. E a renda hein? Maior da história do país. Gilvan uma hora dessas deve estar contando dinheiro. E a torcida do Atlético ainda insiste que foi mal negócio para o cruzeiro. Deixa eles continuarem pensando...

Nenhum comentário:

Postar um comentário