segunda-feira, 24 de dezembro de 2012

O NATAL CAPITALISTA

O Natal a cada ano é menos natal. Poucos se lembram do aniversariante. Nos natais de nem tão antigamente assim, havia pelo menos uma reza, havia caridade e reflexão.. Hoje, a maioria quer saber é de comer, comer, se embebedar, sem se lembrar da importância da data. Tudo bem que é época de congraçamento, que as famílias se reúnem e tudo. Mas natal tem a ver com natividade, com nascimento. E o menino jesus? Se você perguntar para qualquer criança ou jovem quais são os símbolos do natal, vão se lembrar do Papai Noel, das renas,dos presentes, dos amigos ocultos, das árvores cheias de bolas coloridas, das árvores gigantescas de neon, mas jesus pouco é lembrado. Imaginem uma festa de aniversário em que ninguém se lembra do aniversariante. Todos penetras. O Deus é o dinheiro e o ritual é o consumo. É vamos crucificar cristo de novo...só que desta vez ele vai servir da cabide...para pendurarmos as nossas compras. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário