segunda-feira, 17 de dezembro de 2012

BR 381 - A MATANÇA VAI CONTINUAR

O título procede sim. Não venham me dizer que estou exagerando. Vamos continuar viajando e vendo sangue, corpos decapitados, esquartejados, cenas de terror na rodovia da morte. Vejam bem quantos paradoxos em tão pouco tempo. No mesmo dia, postei uma matéria, extraída do Jornal A notícia de João Monlevade. Nesta matéria, era informado que finalmente sairia a licitação da BR 381. Só estranhei uma informação. Que a licitação sairia no dia 26 de fevereiro. Ops, então podemos presumir que as obras mesmo não começarão em março, como afirmou o nosso ilustre governador. Será que vão colocar um nariz de pinóquio no governador também? O nariz da Dilma já tem alguns metros, assim como os narizes dos ministros do transporte e dirigentes do DNIT, que já prometeram e fixaram datas várias vezes, sem vergonha nenhuma de prometer, reprometer, não cumprir e protelar de novo.Impressionante como as caras não queimam. Depois pintou uma notícia que me deixou animado: a operação RODOVIVA, da Polícia Rodoviária Federal. Até escrevi parabenizando a PRF. Seria fantástico se houvesse finalmente fiscalização e punição para os irresponsáveis e se possível de forma vitalícia. Nos releases, repetidos em diversos sites, depois de muito pesquisar, vi que felizmente a BR 381 era uma das contempladas, com fiscalizações e blitz nos pontos de maior incidência de acidentes. Mas quando fui pesquisar a localização dos pontos divulgados, fui surpreendido ao constatar que os pontos escolhidos, são nas proximidades de Betim e de São Joaquim de Bicas. Quer dizer, na parte realmente perigosa, na nossa área, nada. Dá pra acreditar? Dá.uai. Parece que existe uma má vontade inexplicável com a nossa região. E já tem gente me mandando mensagens dizendo que estou querendo é me promover através da 381. Promover? Eu quero é viajar em paz  e chegar com vida em minha Alvinópolis, em João Monlevade e imediações. E não quero mais perder amigos, como já perdi nesta BR maldita. ( Escrevo com amargura, mas quem sabe a PRF reveja essa posição e contemple também o nosso trecho. Precisamos disso mais que tudo).

Nenhum comentário:

Postar um comentário