quinta-feira, 29 de novembro de 2012

NÃO EXISTE MAIS CENTRO

Tudo perto 
e longe. 
O universo 
ficou pequeno 
e infinito. 
Melhor 
furar a bolha, 
quebrar a casca, 
voar sem lastro. 
O futuro 
fica obsoleto 
a cada segundo. 
Os segundos 
se dilatam. 
Não sou elefante 
preso a corda 
amarrada 
a uma árvore. 
Sou tão difuso 
que nem me sei
...

Nenhum comentário:

Postar um comentário