domingo, 21 de outubro de 2012

BR 381 - UM CASO DE CALAMIDADE PÚBLICA

Pelo amor de Deus, caros políticos e seus partidos. A questão da BR 381 transcende as suas diferenças. Não adianta o pessoal do PSDB jogar toda a culpa no colo do PT e suprimir a sua parte na história. Vi num link, com cores e sotaque tucanos uma visão distorcida e parcial da situação. Culpar apenas o PT não é justo. FHC e sua turma estiveram no governo também por 8 anos. Não duplicaram. E essa história da duplicação é antiga. Desde mil novecentos e não sei quantos que essa conversa vem à tona, geralmente na época das eleições. O certo é que precisamo parar de olhar a BR pela ótica política e passarmos a olhar pela ótica humanitária. Ninguém em sã consciência pode ser conivente com a situação. Não é possível. Os acidentes são constantes e tudo que se faz, não surte efeito. E aquela que poderia resolver, que seria a duplicação, é protelada à décadas. Algumas ações a gente acha que vão diminuir os acidentes, mas funciona durante um tempo e o pessoal já passa a abusar de novo. Por exemplo: instalaram os radares. Estatisticamente, imagino até que os índices de acidentes devem ter diminuído. Mas nos últimos dias tivemos vários acidentes graves noticiados pela mídia. Temos uma situação de calamidade pública e não nos damos conta. Algo como uma pequena guerra acontecendo pertinho de nós, em que os "soldados" não utilizam metralhadores e fuzis, mas seus automóveis. Por negligência e irresponsabilidade dos motoristas? Pode até ser. Mas então, porque não é fiscalizado e realmente punido com severidade? Porque não fazer campanhas educativas efetivas? Porque a maldição da 381 não tem fim? O número de vitimados daria para encher um estádio. O que é que realmente trava esse negócio eu não sei. Já foram feitas diversas manifestações, houve até shows com diversos artistas buscando chamar a atenção de Brasília, o jatinho do Jornal Nacional já percorreu a rodovia, vários políticos da região endereçaram cartas e cartas para Brasília, eu cheguei até a consultar a ONU, quando me instruíram a procurar o Miniistério Público. Será? O Ministério Público também não faz parte de um aparato encabeçado pela União? A situação vem recebendo atenção esporádica da mídia, mas nada tem surtido efeito. Vez por outra, morre alguém mais conhecido, gerando manifestações que tem um pouco mais de visibilidade. Mas e os milhares de anônimos? E os milhares de sequelados? E os milhares de orfãos e viúvas? Agora vamos falar também da responsabilidade do governo Petista. É fato que não pode ser culpado sozinho, mas é cúmplice...e vem sendo hipócrita.Já anunciaram data de licitação inúmeras vezes. Mas nada fizeram. Vão anunciar mais uma vez e adiar de novo, como vem sendo a prática? Que coisa, hein Dilma? Não priorizar essa obra vital para o seu estado de origem. Será que vocês não consegue enxergar o sofrimento das famílias? Será a copa mais importante que todas essas vidas humanas que vem se perdendo? Será que você vai deixar que essa guerra continue matando? Não seria mais adequada uma negociação de paz? Se continuar um colocando a culpa no outro,  se continuar não acontecendo porque vai favorecer o povo de um estado cujo governo vem sendo historicamente de oposição, se não encontrarmos uma maneira de desatar esse nó górdio, continuaremos sendo cúmplices, nos arriscando e deixando que nossos entes se matem nessa máquina mortífera. A sociedade civil precisa acordar e fazer valer seu direito democrático. Que as pessoas do bem da região se unam por essa causa que é maior que todos nós.

Nenhum comentário:

Postar um comentário