sexta-feira, 17 de agosto de 2012

FIM DOS SHOWMÍCIOS – uma sacanagem com os artistas

Se tem uma classe que é sacaneada de todo jeito é a classe artística. Os artistas, principalmente os locais,  Tem poucos espaços para fruir seu trabalho e as poucas vitrines existentes, vão sendo fechadas.A proibição dos showmícios teve o objetivo de coibir o abuso econômico.Isso porque o candidato que tinha muito dinheiro contratava  artistas famosos e com isso havia o entendimento de que influenciava nos votos daqueles que se deixam levar pelo famoso pão e circo. Uai! Se é assim, deveria valer pra tudo. Os candidatos então não deveriam poder contratar agências caríssimas, material de marketing de última geração, empresas de vídeo, artistas pra ancorar programas de TV, locutores do primeiro time. Tudo isso só está acessível a quem tem muito dinheiro. Mas só a classe artística foi alijada do processo. Aliás, os artistas só ganham dinheiro com jingles e mesmo assim, quase sempre fazendo paródias de músicas conhecidas, o que também não é legal, por constituir apropriação de obras intelectuais alheias, mas que todos utilizam indiscriminadamente. Os showmícios eram verdadeiras festas. Há o entendimento de que havia um desvio de foco. Que o objetivo dos comícios é que os candidatos mostrem as suas propostas. Proibir a alegria e a arte? Sei não! Já pensou se proibissem as igrejas de ter música, pra não desviar das rezas? Se proibissem os hinos? Os artistas também tem um pouco de culpa, pois viram tudo acontecer e se calaram. Perderam uma considerável fonte de renda sem espernear. Cadê os artistas do congresso? Cadê Elimar Santos? Cadê Tiririca? Cadê a bancada cultural? Penso o seguinte, podem proibir o abuso econômico limitando valores, proibindo a contração de artistas caros e famosos, mas liberando para os artistas locais e regionais. Sinceramente, tirar os artistas da festa foi uma grande sacanagem. Tomara que algum político se sensibilize e proponha a correção dessa injustiça. 

Um comentário: