domingo, 20 de maio de 2012

PARQUE DO AREÃO, ONTEM, HOJE E FUTURO...

Felizmente, Monlevade está ganhando um espaço onde as pessoas poderão  descansar do utilitarismo da vida. Digo isso porque já me disseram diversas vezes: - Ah, Monlevade é lugar de operários, de trabalhadores, feita para o labor, para produzir e ajudar a mover esse país.Eu pelo menos não acredito e nem me conformo com esse determinismo perverso. Então quer dizer que o povo daqui tem de viver que nem o Chaplin naquele filme tempos modernos? Sinceramente, não. O povo precisa e merece viver as boas coisas da vida. Por isso o Areão é um espaço muito bacana que precisa continuar a ser pensado como lugar de lazer, de cultura, de contemplação, de harmonia com a natureza. Nesta manhã de sábado tivemos a Caminhada Ecológica por lá, quando deu pra ter uma noção do que pode se transformar o local, caso a cidade continue apoiando e investindo ali. Aliás, foi uma festa muito bonita, com a presença das famosas Caminhantes da Estrada Real, banda de música, apresentação teatral, show com a Dupla Papalo e Manno de Souza, enfim, foi muito legal ver o Areão cheio de vida, habitado, ocupado por gente com muita energia positiva. Pra mim, uma das coisas que valeu de verdade foi uma conversa com meu amigo Blogueiro José Carlos Basílio, do blog Super Sincero. O colega me deu uma verdadeira aula de areão, me contou coisas que eu nem sonhava, de como era o Areão antes da revitalização, da exploração por anos a fio, do estado de degradação em que se encontrava. Como sou um Monlevadense recente, muita coisa me escapa. Meu amigo José Carlos estava muito feliz, interagindo com os amigos que faziam trilhas de bike, mas no entanto, repetindo o tempo inteiro que ali estava o futuro areão, pois ainda havia muito por se fazer. Em parte concordo e em parte discordo com ele. Concordo que ainda existe muito, mas muito mesmo por se fazer. Algumas áreas foram recuperadas, mas ainda existem outros espaços que poderão ser revitalizados. Além do mais, precisa ser criada uma programação para o Parque, para  ele esteja sempre ativo, com ocupação permanente. Só discordo quando ele utiliza o termo "futuro areão". Discordo porque, como o próprio Zé Carlos falou, essa história começou há mais de 20 anos atrás quando começou a revegetação. Teve ainda a pré-história, da exploração e tem agora esse belo começo, quando o Areão tá virando Parque. Deus queira que daqui pra frente as coisas continuem evoluindo. E olha que ainda tem o Memorial do Aço em construção, um espaço e tanto que será colocado à disposição dos artistas pra fruição da nossa produção cultural. Ainda existe muito mesmo por se fazer e nisso concordo com o José Carlos. Há tanto por se fazer que o Parque pronto mesmo, com tudo funcionando, com aparelhamento estrutural ainda está distante de se concretizar. Mas nada se faz sem que se dê os passos. E sendo super sincero, embora algumas pessoas tenham grande dificuldade em reconhecer qualquer coisa que venha do governo, há de se elogiar o esforço da administração municipal em dotar a cidade de um espaço tão bonito e cheio de vida.

2 comentários:

  1. É isso aí Martino, apesar da divergência do "futuro", reconheço sim, que a atual administração deu um passo importante para que o Parque realmente atenda as nossas expectativas. No mais estou na torcida para que as obras continuem e que em breve possamos nos encontrar por lá em novos eventos. Abraços. José Carlos.

    ResponderExcluir
  2. É isso aí Martino, apesar da divergência do "futuro", reconheço sim, que a atual administração deu um passo importante para que o Parque realmente atenda as nossas expectativas. No mais estou na torcida para que as obras continuem e que em breve possamos nos encontrar por lá em novos eventos. Abraços. José Carlos.

    ResponderExcluir