domingo, 15 de abril de 2012

SEM ESPERAR RECÍPROCA

Assim devem ser nossos feitos. Melhor não criarmos expectativas quanto às recíprocas. O que fizermos, que seja porque o coração indicou, porque era o  justo, o mais apropriado. No fim, tá todo mundo buscando o seu lugar ao sol...ou uma sombra pra descansar do sol. As vezes somos sol, as vezes sombra. A partir do momento em que não somos úteis, descartados somos. Além do mais, existem os desgastes naturais da relações e os venenos inoculados na calada. Tem ainda os fluxos e refluxos das amizades, proximidades e distâncias agendados pelo acaso. Continuemos então semeando,. Ninguém vai querer saber quem semeou, mas todos vão se beneficiar com as sombras, frutos e flores. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário