sexta-feira, 27 de abril de 2012

ROCK EM ALTA NO MERCADO (Coluna do Bom Dia)

ROCK NA RUA ESPECIAL DE ANIVERSÁRIO

A edição de aniversário terá as bandas AudioFuncho, The Travel e Rose In Black. Pela nova fase do Rock na rua já passaram as bandas Infocus, Desarme, Flying Hight, Umbigo Trio e o Concreto também tem raizes monlevadenses ( raizes ou tentáculos). Ainda tem bandas importantes pra entrar como a Banda Dirock. Heroes off the hell, Banda Case, The Mistake, Fanzine, Korus entre outras. Valeria fazer um CD coletânea com essa galera toda.

ROCK PIRA EM JULHO

Na próxima semana sairá o regulamento do super festival que acontecerá em julho. A tendência é que seja em Rio Piracicaba, mas pode ser que seja em outra cidade, dependendo das negociações em curso.

SUPER ROCK em ALVINÓPOLIS

O regulamento será anunciado em breve. O local do festival é muito interessante. Trata-se um castelo no estilo medieval na parte antiga da cidade. Não é grande, mas a acústica é boa e o local muito exótico.

ENCONTRO DOS MOTOCICLISTAS

Seria muito bacana se o pessoal conseguisse repensar e encontrar uma solução para o evento tão esperado pela galera rock.

A ARTE E O ARTESANATO

Nada contra o artesanato. Muito pelo contrário, sou apreciador. Mas há uma enorme diferença entre arte e artesanato, assim como há diferença entre o trabalho autoral e o cover. 

TRABALHOS AUTORAIS

Tudo bem que tocar cover abre o mercado, você toca para o público que se identifica com o tipo de cover que executa, mas não se exprime artisticamente,. acaba não tendo música pra tocar em rádio,  não cria uma personalidade de mercado. Tá certo que os contratantes costumam fechar as portas para os trabalhos autorais. Por isso, uma das batalhas tem de ser de abrir espaços para que os autores possam fluir seus trabalhos. E com relação às bandas, mesmo que não tiver ninguém que componha, pode  procurar com outros compositores. 

QUEM FALOU QUE ROCK NÃO É MÚSICA BRASILEIRA?

O rock é tão brasileiro quando o samba. Aliás, o samba nem é genuinamente brasileiro, pois veio da áfrica, aportou na bahia e depois desceu pro Rio. A música sertaneja, também tá misturada com tudo, até com funk, que também usa batidas de candomblé, uma mistureba só. Ah...além do mais o Axé se alimenta muito do rock em suas guitarras distorcidas. O sertanejo  nem se fala. Muitos solos de guitarra roqueiros e elementos do rock pra todo lado. Então, se formos pensar, Música Brasileira legítima mesmo, talvez só os índios do alto xingú possam dizer que fazem...o resto é world music, mistureba, chamem como quiserem. A velha autofagia é que nos rege. E viva o rock

Nenhum comentário:

Postar um comentário