sábado, 28 de abril de 2012

HOJE TEM FUNDO DE QUINTAL...

Hoje teremos uma aula de samba e simpatia. O curioso é que a exemplo do ARA KETU, o Fundo de Quintal também foi formado a partir de um bloco carnavalesco de Cacique de Ramos, da cidade do Rio de JaneiroComposto principalmente por sambistas da escola de samba Imperatriz Leopoldinense, o Fundo de Quintal inovou ao  usar instrumentos - até então pouco comuns em rodas de samba - como o banjo, o tantã, o repique de mão e o repique-de-anel. O grupo inicialmente era composto pelos sambistas Almir Guineto, Bira Presidente, Jorge Aragão, Neoci, Sereno, Sombrinha e Ubirany. Mais tarde, Arlindo Cruz e Walter Sete Cordas integraram o conjunto musical. Atualmente o grupo é composto por Ademir Batera, Cléber Augusto, Ronaldinho, Sereno, Bira Presidente e Ubirany. Como veem, o fundo de quintal sempre foi a nata. São muitos e muitos sucessos e discos de ouro e platina. Alguns de seus maiores sucessos são " "A Batucada dos Nossos Tantãs""E Eu Não Fui Convidado""Boca Sem Dente""Ô, Irene""O Show Tem Que Continuar""Do Fundo do Nosso Quintal""Só pra Contrariar""Miudinho""Bebeto Loteria""Não Vai na Conversa Dela"""Vai Lá Vai Lá"""Parabéns pra Você","Andei, Andei""Malandro Sou Eu""Tô Que Tô", entre outros. 

Um comentário:

  1. Mais um show pra ficar pra história. O Fundo de Quintal realmente é o supra-sumo do gênero. Um bandaço no palco. Bacana ver a maneira harmoniosa como a banda mescla juventude e tradição. A cozinha foi um show à parte. A batera e percussão foram simplesmente sensacionais. Eu incluiria o baixo nessa cozinha. Swing de samba, com pitadas e viradas jazzisticas de vez em quando. A harmonia ficava por conta de um cavaquim, um banjo e um violão. Perfeição. Tinha ainda um sujeito no sax soprano e flauta, completando a harmonia, dando contornos luxuosos ao som da banda. E pra completar, backings vocais fazendo o corinho, juntamente com os cantores e batuqueiros. As músicas da banda são outro espetáculo à parte. Além das já consagradas que o público canta junto, tem as novas músicas, sempre com letras muito boas. E tem outra coisa interessante que constatei: como o povo de Monlevade gosta de samba. Muita gente cantando junto e mandando aquele feedback positivo para a banda. Imagino que para eles a energia também foi muito boa. Valeu pra caramba.

    ResponderExcluir