segunda-feira, 2 de maio de 2011

CALK e FABRÍCIO E ELCIMAR: QUE NEM VINHO

Esse foi o pensamento expresso pelo Weber sobre a banda Calk. Creio que se aplica também a dupla Fabrício e Elcimar. A Banda Calk estava sem ensair há pelo menos 5 anos. Não sei a opinião das pessoas, mas achei os shows muito bons. Como mais uma vez vaticinou Weber Ferreira, a gente não esquece como montar de bicicleta. Os caras foram lá e mostraram o que sabem, fizeram a guitarra roncar e o rock and roll rolar na praça como há muito não acontecia. A qualidade dos vocais e da banda como um todo mataram a saudade da galera. Sobrou até pra mim. Também há anos sem subir num palco para tocar rock, fui convocado sem direito a recusa e fiz o que pude. Foi revigorante sentir a pressão de uma banda de rock. Engraçado foi que quando desci do palco, três rapazes se aproximaram e disseram: - Nossa. Cê tá doidão demais, hein? E eu retruquei: - Que nada. Tô são igual a um côco. O Rock é que faz isso com a gente. Mas voltando à Calk, Pelo que percebi do entusiasmo, nos olhos brilhantes do Jocely, a banda está de volta mesmo.

Banda Calk - mais rock do que pop.

Depois teve a inauguração da Internet de graça, em minha opinião, um iniciativa fantástica que vai integrar ainda mais a cidade, principalmente a juventude, mais adepta da vida virtual. E pra fechar com chave de ouro, teve o show com Fabrício e Elcimar, uma dupla local muito boa que botou o povo pra dançar. A humildade, a simplicidade do Fabrício são comoventes. Uma alma boa assim só pode ter uma resposta igual por parte do público.

Fabrício e Elcimar, sertanejo de primeira linha.

Aliás,o público presente também foi muito bom e provou que o público prestigia e aprova os artistas locais. E olha que o cenário local tem muitos outros artistas de grande qualidade que vou abordar nos próximos posts.

Excelentes shows para um excelente público

Valeu pelo trabalho de todos. Valeu ver o sorriso largo e os olhos faiscantes do Prefeito Gustavo Prandini. Valeu pela oportunidade que a banda Calk me concedeu de retornar ao palco. Valeu pelas amizades, pelas parceirias, por trabalhar com profissionais do quilate de um Weber Ferreira, de um Tony Franco, de um Gladevon, Laura e Rosália, do Serginho Boladão, da turma da comunicação, do Sérgio, do Emerson, Guilherme, Elis, Glaucio, Andresa e Regiane. Foi muito prazeroso participar de um final de semana tão bonito, pra não dizer inesquecível.

Nenhum comentário:

Postar um comentário