domingo, 26 de março de 2017

VAI COM KARMA


Enquanto isso naquela seção espírita.

- Calma que o espírito está incorporando...
- Sr Laerte. É o senhor?
- Oi. Sou eu. Quem são vcs?
- Nós estamos numa seção espírita. Tem uma pessoa aqui que quer vê-lo.
- Quem é mesmo?
- Sou o Messias, Sr Laerte.
- Messias? Eu não conheço nenhum Messias.
- Eu sou da Pacheco Cobranças...preciso que o sr acerte aquela dívida com nosso cliente.
- Mas era só essa que faltava. Cobrança depois de morto é inédito
- A nossa empresa é inovadora, Sr Laerte.
- Vai me desculpar mas eu conheço de direito. Quando a gente morre preescreve tudo.
- Olha, Dr Laerte. Já vi que o sr não leu todo o contrato. Tem uma cláusula que diz que a nossa empresa pode executar a dívida inclusive no pós mortem.
- Era só essa que faltava. Faz o seguinte. Vai cobrar do capeta.
-Não dá. Ele é o dono da firma.
- Quer saber? Devo, não nego. Mas não tenho como pagar. Não existe uma moeda no além.
- Preciso informa-lo que a dívida tá passando até pra outra encarnação, ok? Tá no contrato.
- Eu não vou mais pagar nada. Lálálálá.
- Vai pagar sim.
- Ah... quer saber? O atendimento de vcs é péssimo. Esse negócio de baixar na seção espírita não tá com nada. Esse pessoal não serve nem uma água, nem um cafezinho. Da próxima vez, me chamem num terreno de macumba. Pelo menos tem uma cachacinha, uma farofinha. Esses espíritas são muito muquiranas.
- Sr Laerte. Não enrole. O sr não escapa da lei do karma.
- Vc está perdendo seu tempo. Eu não tenho nada a oferecer.
- Tem sim. Tem aquela conta secreta.
- Que conta secreta?
- Não finja de morto, sr Laerte. Nós botamos escuta telefônica, espionamos toda a sua vida. Nós temos convênio com a CIA. E com o MIB também. O SR não tem escapatória.
- Putaquipariu. Diziam que morrer era descanso eterno.
- Só nos passe a senha da sua conta secreta que a gente te deixa em paz por toda a eternidade.
- Espere um pouco. Se eu lhes der a senha, quero perdão dos meus pecados e ir direto pro andar de cima?
- Uhn... o chefe já tem planos pra você no andar de baixo...
 - Ah...lá em baixo serei só mais um e já tá maior superlotação. Lá em cima tá faltando gente. Quero aproveitar pra refletir bastante, rever conceitos...
- Tá certo então. Mas me passe a senha, por favor.
- 123456789
- Tá brincando. Uma senha tão idiota dessas?
- Genial né? Ninguém iria imaginar.
- Se fudeu, Mané. Ninguém mandou confiar em funcionário do capeta. Vai arder no mármore do inferno.
- Eu já desconfiava. Por isso dei essa senha falsa. Chupa lacaio do capitoro.
- Você não sabe com quem está lidando. Sabe que podemos fazer você reencarnar numa lesma paralítica na próxima encarnação?
- E quem falou que eu quero reencarnar? Vou ficar por aqui mesmo assuntando as pessoas. Muito mais divertido.
- Olha só. Já estou cansado da sua enrolação. Vou fazer a última oferta. O que você quer pra revelar a senha da conta.
- Que isso, meu amigo. Eu não sou corrupto. O que vc está me oferecendo é propina.
- Propina não. É meritocracia. Você vai ser recompensado pelas informações relevantes.
- Eu não. Nem pensar. Vai que essa lava-jato chega aqui no além também? Tô fora.
- Mas não é possível. Deve ter alguma coisa que possamos fazer para convencê-lo.
- Já sei. Tem uma coisa. Eu sou atleticano.Se vocês fizerem o cruzeiro cair pra segunda divisão eu conto a senha.
- Ai também não né? Isso nem o capeta consegue...

segunda-feira, 13 de março de 2017

CENTRO? TÔ DENTRO!


Enquanto isso 3 amigos jogavam sinuca e conversavam...

- O que vocês acham desse karnal?
- Leandro Karnal? Aquele careca?
- Esse mesmo.
- Eu acho ele legal. Gosto muito dos textos dele.
( TACADA)
- Mas fotografaram ele jantando com o Moro.
- Ah é? Então eu não gosto dele mais não. Moro é um bandido.
(TACADA)
- Mas só por que almoçou com o Moro?
- Uai...diga-me com quem andas que te direi quem és.
- Mas e as fotos do Lula com o Aécio?
- Deve ser montagem.
- Não é não. Dizem que eles são amigos de cachaça.
- Isso deve ser invenção da globo golpista.
- E o Joaquim Barbosa?
- É outro FDP. Um negro que traiu o gênero, preto safado.
- Mas você está sendo preconceituoso. Que coisa feia.
- Coisa feia nada. Não pode dar poder pra preto que só sai merda.
- Mas ele falou que não era a favor do impeachment.
- Ah é? Tá sempre em tempo do sujeito reparar seu erro. Eu até gosto dele.
(TACADA)
- E o Temer?
- Aquele é o capeta em pessoa, o capiroto, sobrinho do drácula, golpista do c*.
- Mas dizem que ele é amigo do Lula e só tá guardando lugar pra ele.
- É mesmo? Pensando bem, bandidos são Renan, Aécio e  Cunha. 
(TACADA)
- E você, Tião. Tá muito calado. Por acaso é coxinha?
( TACADA)
- Eu sou de CENTRO.
- De centro? Isso não existe
- Por que uma pessoa não pode ser de centro?
(TACADA CERTEIRA)
- Bela matada. 
- Nem esquerda nem direita, Centro. 
- Não existe essa opção. 
- Se não existe a gente cria, uai. 
- Bobagem. Você é socialista ou capitalista. Não tem meio termo.
( TACADA MATANDO MAIS UMA BOLA)
- Pois eu não caio nessa. Eu quero a solidariedade e  prosperidade. Sou de centro.
- Mas não existe partido de centro. Isso é uma utopia.
- Utopia? Então veja essa matada ó...e na caçapa do centro...
( TACADA PERFEITA FECHANDO A PARTIDA)
- Viu? Vai aprendendo aí.
- Vai tomar no centro do olho do seu...
- Olha a boca...vamos mais uma?
- Depois dessa eu vou parar.
- Estou até criando um slogan...PARTIDO DO CENTRO? TÔ DENTRO
-  Isso tá parecendo coisa de viado
- Viado nada. Se estou dentro significa que o passivo é o outro...ou a outra né?
- Vai ser a mesma coisa dos outros...
- Como assim?
- O objetivo é o mesmo: f* o povo brasileiro. Que tal partido de dentro? 

segunda-feira, 6 de março de 2017

TREM MUDERNO!


E o pai levou o filho para a primeira viagem de trem..

- Filho, confira o bilhete...é nesse vagão mesmo!
- Puxa, pai. Obrigado! Eu sempre quis viajar de trem.
- Pois é. Agora o trem tá muderno. Tem ar condicionado. Chique demais.
- Valeu, pai. E tem wi-fi a bordo. O máximo.
- Pois é. Veja. O trem começou a andar.
- Legal pai. Vou tirar umas fotos pra colocar no Insta.
- Vamos deixar nossas bagagens e caminhar um pouco pelo trem...vamos filho.
- Espera pai. Deixa eu postar a foto. Só um minuto.
- Eu gosto essa paisagem ferroviária...acho tudo lindo. Olha o carro do lanche. Quer alguma coisa?
- Pegue um chips e uma coca pra mim.
- Tá aqui...mas...vc não vai olhar a paisagem?
- Eu vou. Deixa só eu fazer esse lanche e responder as mensagens. O pessoal tá comentando sobre a foto...
- Tá certo. Mas vc tá perdendo a paisagem. Estamos passando perto de Sabará...
- Legal!
- Legal? Mas como assim legal? Você não está nem olhando a paisagem.
- Calma, pai. Estou terminando. Olha...deu a maior onda. 50 pessoas já comentaram.
- Filho. Vamos até o restaurante. A visão de lá é incrível. 
- Vai lá, pai. Prefiro ficar aqui mesmo.
- Vamos lá que vc tira mais uma fotos.
- Tá boom. Vamos lá e tirar umas fotos legais para o Insta. Meus amigos estão curtindo a viagem junto comigo.
- Então vamos pois fica no outro vagão...
- Vamos nessa...
- Quero te mostrar a Mina de Gongo Soco. O maior buraco que você já viu. Chegamos! 
- Restaurante Maneiro. Quero tirar uma foto aqui. 
-Claro. Deixa que eu tiro pra vc. Olhe pra mim ... mais uma foto ... mais uma ...veja...ficou legal!
- Vou postar no Insta.
- Ok...
- Putz...internet tá muito ruim.
- Calma. Daqui a pouco melhora.
- Ah não. Sem internet não dá. Que m...
-Filho. Aproveite pra ver a paisagem. Veja...estamos chegando no lugar que lhe falei...a maior cratera que você já viu...veja.
- Quero ver isso não. Eu quero é o sinal da internet.
- Filho...não perca isso...vire a cabeça pra ver...
- De que adianta ver e não ter como transmitir?
-Filho...olhe...estamos passando logo acima do imenso buraco.
- A internet vai voltar?
- Ah não! Você está perdendo a graça da viagem.
- Veja pai. O sinal voltou. Êêê...
- Filho. A vida não é só virtual. Você precisa sentir os cheiros, ouvir, sentir a vida real.
- Que isso, pai. A viagem tá muito boa. Minhas postagens tão batendo o record de clicks.
- Mas você não está curtindo o trem, a paisagem, os passageiros...
- Estou sim, pai. Do meu jeito mais estou...
- Não sei não. Estamos chegando na Estação de Rio Piracicaba. Vamos descer aqui... fazer um lanche e pegar o ônibus para Alvinópolis.
- Blz pai...vou tirar uma foto do trem...ô bichão hein?
- Pois é. E aí...o que você mais gostou no trem?
- O que mais gostei? Fácil. Foi das fotos no insta. Bombaram! Putz pai! E essa que tiramos agora vai dar mais ibope ainda...bem que o sr falou que a viagem de trem ia ser demais...

terça-feira, 7 de fevereiro de 2017

DISCO VOADOR CAI NA 381


Enquanto isso naquela fila na BR 381

- O que será que aconteceu?
- Vixe...não sei...
- Ô companheiro. Sabe o que houve aí na frente?
- Não sei mas deve ter sido acidente feio. Não tá indo nem voltando...
- Isso é que não dá essa 381. Toda vez que a gente viaja é assim
- Espere um pouco. Lembrei aqui...tem um grupo no Whatsapp de pessoas que usam a 381...deixa eu ver.
- É mesmo? Depois vc me adiciona?
- É claro...deixa eu ver aqui...o que?
- O que houve?
- Uma notícia aqui...ah...mas deve ser gozação...só pode...
- O que foi...
- Escreveram aqui que a estrada foi obstruida por um disco voador.
- Vc está brincando?
- Não...tá aqui...leia vc mesmo
- " caiu um disco voador na estrada. E tem Ets vivos tentando consertar a nave...
- Ah não...isso não pode ser verdade. Vamos descer a pé pra gente ver.
- Eu hein. Vai que eles tem aquelas armas de raio lazer que carboniza a gente na hora?
- É mesmo. Tem também as armas que desintegram. Vamos ficar aqui mesmo.
- Será que a força aérea e o exército já estão sabendo? Parece que foi logo ali na frente. 
- Acho que não. Será que as etéias são gostosas?
- Não sei não. Acho que são baixinhas e cabeçudas.
- Como vc sabe? Já teve com uma etéia?
- Não...mas sei lá...
- Tem outra notícia aqui no zap...parece que eles terminaram de consertar a nave e estão se preparando pra ir embora...
- Nossa...precisamos dar um jeito de fotografar.
- Nessa 381 acontece de tudo mesmo, né? Todo dia é uma coisa pra atrasar as viagens.
- Vejam lá...a nave subindo...era verdade mesmo...
- Vejam...está emitindo uma luz forte.........................
- Amigos...o que aconteceu?
- Uai...o mesmo de sempre...estamos esperando liberar a estrada. Parece que houve um acidente.
- Vejam...liberou o trânsito. Deve ter sido algum  acidente bobo.
- Engraçado...tô com uma sensação de que esqueci alguma coisa...como se uma parte da minha memória tivesse sido apagada.
- Fica fumando essas coisas estragadas, dá nisso...

( Qual semelhança com a coincidência é pura realidade...)

segunda-feira, 30 de janeiro de 2017

A PERERECA APAIXONADA


Enquanto isso naquele boteco, dois frequentadores comentavam sobre o carnaval...

- Que saudades dos carnavais de antigamente. Naquele tempo é que era bom
- Ah. Não sei não. Acho que hoje o pessoal tá mais evoluído
- Mas que evoluído? Já viu essas músicas que eles tocam hoje em dia? Não tem letra, não tem poesia.
- Ah...antigamente também tinha aquelas da cueca pra fazer pano de prato. Quer mais nojento?
- Ah...mas pelo menos  você ouvia uma marcha rancho falando de amor...hoje só tem sacanagem.
- Mas naquele tempo também tinha sacanagem, sô. Tanto que 9 meses depois nascia muita gente...
- Mas havia mais respeito...você não via as mulheres semi nuas rebolando nas ruas mostrando tudo.
- Mas nem por isso se transava menos. Quando dois querem dão um jeito, sô.
- Ah não. Você tá liberal demais. Só falta dizer que gosta desses funks . Tem esses sertanejos também. Deviam proibir de tocar essas coisas...
- Tem até cidades que estão proibindo funk e axé. Só toca as marchinhas de antigamente. Eu acho um porre.
- Um porre por que?
- Ah...fica um carnaval de velhos, o bloco da geriatria. Tem de renovar mesmo. É a roda da vida girando...
- Ah...eu por mim mandava prender quem tocasse essas bandalheiras. É demais para as famílias.. Agora você vê bem. Esse ano tem um funk que tá falando uma besteira que eu tenho até vergonha de falar.
- Eu já sei. Aquela do “meu pai te ama né”?
- Meu pai é o que você está dizendo...você sabe do que estou falando.
- Caretice sua. É até romântica a letra. Quando o sujeito diz “meu pau te ama” está chegando ao ápice do romantismo. Muitas mulheres e  gays devem adorar. É uma linda declaração de amor.
- Quem nem o Lepolepo né? Cada ano uma pior que a outra. E pior é que tem gente para apoiar como você...
- Mas eu amo o carnaval. Aceite que dói menos. O carnaval é a festa da carne, da brincadeira, da sátira, do beijo na boca, da sacanagem, do desbunde, da cultura, um grande teatro popular onde todos atuam. Não cabe moralismo.  
- Eu acho que você tá liberal demais. Tô te estranhando. Até parece que virou...
- Virei o que? 
- Você sabe
- E se eu virar? Vc deixa de ser meu amigo?
- Deixar de ser não...mas vou passar a olhar diferente .
- Não sei não, viu amigo. Essa caretice toda é que me parece sexualidade reprimida.
- Que isso, sô...eu sou espada.
- Então vamos sair fantasiados de mulher no carnaval. Depois de umas e outras na cabeça quero ver se essa macheza sobrevive.
- Cruz credo. Nem morta...quer dizer, nem morto.
- Aháá...ato falho hein?
- Você não vai me convencer. O carnaval de antigamente é que era bom e ponto final
- Bom, eu prefiro as reticências. Antigamente não tinha internet, as músicas eram muito caretas, as mulheres muito vestidas, os homens eram uns capiaus e era tudo muito proibido.
- Proibido?  O Lança-perfume por exemplo era liberado. Depois é que resolveram proibir tudo e o mundo encaretou.  
- É. Nisso vc tem razão. Mas aqui...pra você não ficar triste, acaba de sair a resposta para aquela música “meu pau te ama”. 
- Ah é? E como é o nome da música?
- Perereca apaixonada. O amor é lindo...

terça-feira, 10 de janeiro de 2017

NETO E VÔ FILOSOFANDO NA PESCARIA

A beira da lagoa, Neto e Vô esperam calados e nada de peixe. De repente o menino resolve romper o silêncio...

- Ô vô ...
- Fala, Julim...
- Devia ter wifi aqui...tá um tédio.
- Fale baixo. Assim você espanta os peixes.
- Mas vô...eu ia poder jogar uns games...tem até um legal de pescaria....
- Que isso, minino. Conecte-se à natureza. Ouça os grilos cantando, o som das águas, os pássaros.
- Ih...vô. Eu tenho isso tudo salvo no meu celular.
- Não é a mesma coisa. O que você tem é cópia. O original é isso aí ó.
- Mas vô...é verdade que foi Deus quem fez isso tudo?
- É sim. Foi o criador.
- Mas vô...que Deus tá valendo?
- Como assim?
- Sabe o que é, vô? A nossa professora de geografia nos falou que os povos no planeta adoram deuses diferentes. Tem Buda, Khrisna, Jeová, Alah, Baal, Jesus, Javé, Maradona, uma deusada danada.
- Ah...mas no fundo é um Deus só. Cada povo faz segundo sua imagem e semelhança.
- Mas assim fica difícil da gente rezar. A gente tem de pensar em que?
- Uai. Como Deus foi feito a nossa imagem e semelhança, imagine que ele tem a sua cara. Reze pensando em você.
- Ah não, vô. Assim eu não gosto. Eu penso num velho cabeludo e barbudo usando uma bengala de ouro.
- Tá valendo. Deus vai ter a cara que você quiser.
- E os santos e anjos?
- Ahh...anjos são pessoas atentas pra te salvar na hora do aperto. E os santos são aquelas pessoas muito boas, que só fazem o bem.
- Mas vô...Deus é poderoso mesmo? Pode tudo?
- Para Deus nada é impossível.  
- Mas então por que não mandou botar wifi na lagoa?
- Por que isso não é tarefa pra Deus. E quer saber? Se a gente tivesse wifi aqui a gente não tava nem conversando.
- Vô. Parece que fisguei alguma coisa...veja...
- Legal...cuidado pra não machucar a mão com o anzol.
- Puxa, vô coitado do peixinho. É muito pequeno...deve ser um bebê peixe.
- Tem razão. Quer devolver ele pra água?
- Podemos. Mas primeiro vamos colocar um band-aid na boca dele.
- Bom...já tá caindo a noite...hora de ir embora...
- Que pena vô. A conversa tá boa. A última pergunta então...será que os peixes sabem que Deus existe?

terça-feira, 3 de janeiro de 2017

CONSELHOS DO MESTRE


Enquanto isso, aquele discípulo consultava o mestre sobre as perspectivas para o futuro.

DISCÍPULO - Mestre, o que devo fazer para ser feliz?
MESTRE – É simples. Não se deixe atrofiar.
DISCÍPULO - Como assim não atrofiar, mestre?
MESTRE - O que a gente não usa atrofia. É uma lei universal
DISCÍPULO – Mas o que devemos fazer então?
METRE - Beije, chupe, morda, tateie, sinta o arrepio, se entregue ao cio da pele, sinta o sangue correndo nas veias, respire e inspire os aromas do mundo, transe, viva as delícias do sexo, pratique seu esporte preferido, toque um instrumento, nade, dance, use as potencialidades do seu corpo. E use sua mente fantástica, consulte suas memórias, viaje até o futuro e volte, conecte-se com o divino, medite, faça alongamentos, penteie os cabelos, ouça músicas, sinta a música, faça arte, faça parte, use-se e interaja com os afins.
DISCÍPULO - Mas mestre. Isso tudo exige que a gente desacelere. Como fazê-lo nesse mundo dominado pelo capitalismo e pelo consumo frenéticos?
MESTRE – Vivendo melhor com menos. Preenchendo o tempo com coisas mais prazerosas
DISCÍPULO – Mas não dá, mestre. Tudo que a gente faz custa dinheiro. A gente tem de trabalhar continuamente pra suprir as necessidades da família, da sociedade. E ainda temos essa crise que não acaba...
MESTRE – Mas ainda assim é necessário você parar e se beliscar, lembrar que está vivo.Usar-se não custa nada. Correr, caminhar, namorar, observar a natureza, as paisagens, respirar o ar puro sai de graça. Não é incrível isso? O espetáculo do por do sol é de graça.
DISCÍPULO - Tudo bem mestre. Mas como nos livrar da tecnologia digital que a cada dia nos torna mais ociosos e sedentários?
MESTRE – Mas você não precisa de se livrar da tecnologia. Deve usar a tecnologia mais avançada do planeta.
DISCÍPULO -Mas que tecnologia seria essa?
MESTRE - O seu próprio corpo. Use-o com responsabilidade. E agradeça a Deus, que lhe disponibilizou um equipamento tão sofisticado.
DISCÍPULO - Mas usando-o a gente evita a atrofia?
MESTRE - Sim. O que vc não utiliza vira estria, muxiba, ferrugem, vira pensamento fossilizado.

DE REPENTE UMA VOZ INTERROMPE A CONVERSA

- Amor, amor...
- Anhh...o que aconteceu?
- Você estava sonhando e falando sozinho...falando umas coisas estranhas...
- Ah é? não liga pra isso não...vem cá.
- Amor...que disposição é essa...vc andava meio devagar.
- É que assim eu não deixo o trem atrofiar...
- Enfiar aonde? Vai com calma, hein amor...que sonho foi esse? Eu gostei...aiiii....